Trabalho remoto durante a pandemia: líderes também devem se preparar

“Os que ainda não estão acostumados a trabalhar fora de um escritório enfrentam a necessidade de uma abordagem diferente para cumprir suas responsabilidades”

O impacto da pandemia do coronavírus em economias e sociedades ao redor do mundo é inegável. A rápida disseminação do vírus faz com que organizações tenham que se adaptar a novas realidades para proteger a saúde e a segurança de sua força de trabalho; até os chefes mais conservadores estão repensando o modelo de trabalho de suas equipes. Continuar lendo

COVID-19 E AS CONSEQUÊNCIAS NAS RELAÇÕES DE TRABALHO

Por André Menezes Bio*

O momento é de incertezas em todas as frentes. Estamos sendo forçados a mudar radicalmente nossa rotina na tentativa de conter a pandemia que mal os especialistas sabem as reais consequências para a população.

Sabemos que devemos redobrar os cuidados com a higiene pessoal, evitar aglomerações e o contato direto com as pessoas.

As consequências econômicas, são evidentes e não se sabe onde tudo isso irá parar. A indústria, os serviços e toda a cadeia de consumo contam os prejuízos. Continuar lendo

Home office: Cinco aplicativos que te ajudam a trabalhar à distância

Com a pandemia de coronavírus, muitas empresas instruíram seus funcionários a trabalhar remotamente

Muitas empresas estão fechando as portas temporariamente por conta do surto de coronavírus que assola o mundo. Com isso, o trabalho remoto, o home office, se torna vital para que muitas companhias sigam produzindo durante esse período.

Estar afastado do seu computador de trabalho pode te privar de várias ferramentas importantes do seu dia-a-dia. Mas alguns aplicativos podem facilitar o seu trabalho e te ajudar a manter contato com a equipe, mesmo que você esteja longe de seus colegas. Confira: Continuar lendo

Como as empresas devem orientar seus funcionários sobre o coronavírus

Profissionais pelo mundo comentam sobre cancelamento de viagens e adiamento de entrevistas de emprego por causa do novo coronavírus

Além de uma questão de saúde global, o surto do novo coronavírus, o Covid-19, atinge o dia a dia de empresas e já tem efeitos no mercado de trabalho.

Segundo Daniel Zhao, economista sênior do Glassdoor, plataforma de avaliação de empresas, os profissionais estão atentos para a resposta de seus empregadores à epidemia. Continuar lendo

Remuneração e Meritocracia

A parceria entre remuneração e meritocracia é uma alternativa eficaz no processo de gestão, que tem como propósito identificar, reconhecer e valorizar as pessoas cujo desempenho, entregas, competências são diferenciadas dentro da equipe. Além disso, essa alternativa é uma ferramenta importante na atração e retenção de talentos.

Este modelo, quando aplicado, precisa de regras claras e com a maior transparência possível para que as pessoas possam ter a visibilidade das oportunidades de crescimento dentro da empresa, bem como facilitar o processo de gestão pela liderança.

A remuneração, neste contexto, tem uma visão mais global destacando-se as políticas envolvendo Continuar lendo

Entrevista ANTES, currículo DEPOIS. Esta empresa quer mudar o recrutamento

Humanizar os processos seletivos é tendência na Gestão de PessoasUma nova forma de recrutamento com inteligência artificial da China chegou ao Brasil. Confira como é o processo de seleção da Seedlink:

 

Em 1482, Leonardo Da Vinci estava procurando um emprego. Para isso, ele escreveu um documento apresentando suas habilidades ao Duque de Milão, Ludovico Sforza, e inventou o que hoje é considerado como o primeiro registro de um currículo na história.

Mais de 500 anos depois, esse ainda é o método mais comum para se candidatar a um emprego e ser notado por recrutadores. Continuar lendo

7 erros mais comuns de quem tem um perfil no LinkedIn

Se você ainda acha que essa rede é só para quem busca emprego, está deixando dinheiro (e oportunidades) na mesa.

Quando pensamos em LinkedIn poucos imaginam que estamos falando de uma rede social profissional colaborativa com mais de 45 milhões de perfis brasileiros cadastrados em (dados de Janeiro de 2020) . No mundo inteiro já são mais de 650 milhões de usuários. + 30 milhões de empresas cadastradas.

Não é uma rede social recém lançada.

Não é só para quem busca emprego.

Continuar lendo

Como ser assertivo no trabalho sem deixar de ser cordial

COMENTÁRIOS O avanço tecnológico permitiu o desenvolvimento de novos meios de comunicaçãoSer assertivo implica em concentração e foco nas atividades que você está realizando. Confira como você pode desenvolver a assertividade sem deixar de ser cordial com seus colegas

Muitas pessoas acreditam que para ser firme em suas afirmações no trabalho é preciso ser rude ou grosseiro. No entanto, esse tipo de comportamento só acrescenta de forma negativa na sua carreira. A chave para o sucesso é, na verdade, ser assertivo sem deixar de ser cordial.

Qualquer que seja o seu posto de trabalho, a assertividade pode ser a chave do êxito. Mas você não deve se esquecer do respeito e educação quando for emitir as suas opiniões. Você pode ser o melhor no seu posto, mas se não tiver uma boa relação com o seu chefe e com os seus colegas de trabalho, não irá muito adiante. Continuar lendo

Vale a pena investir num curso superior?

Como o novo mundo em que vivemos transformou a certeza em dúvida

 

Crescemos ouvindo sempre a mesma coisa: fazer uma faculdade, formar-se em algum curso superior, é o passo certeiro para o sucesso profissional.

Tradicionalmente, indo mais além, ter um diploma sempre foi sinônimo de status social, de ascensão profissional e, principalmente, de vitória pessoal. Não à toa, até hoje em dia, o momento da formatura, da colação do grau superior, é diretamente associado à consagração, ao êxito máximo. Continuar lendo

Empresa Se Destaca Por Incentivo A Cursos De Idiomas À Sua Equipe

O investimento na capacitação dos colaboradores tem se tornado uma prática cada vez mais presente no mundo corporativo.

Facilitando o desenvolvimento do funcionário, a empresa passa a reter mais capital humano e diminui os índices de turnover. Quanto mais conhecimento, mais produtividade!

 

Seguindo essa filosofia, a Hughes, multinacional líder em telecomunicações via satélite, incentiva a educação dos seus colaboradores há 16 anos, com auxílio financeiro em cursos de especialização, língua estrangeira (inglês e espanhol), MBAs, mestrados e até mesmo cursos de graduação. Essa iniciativa faz parte do compromisso da empresa de manter seu time em constante atualização, capacitado, preparado para os desafios do futuro e, acima de tudo, engajado e motivado. Continuar lendo

Repostas que os recrutadores não gostam de ouvir na entrevista

Saiba quais frases você deve eliminar de vez das entrevistas de emprego que você participa.

Ser aprovado na entrevista de emprego é o desejo de milhões de profissionais. Mas conseguir isso, principalmente em tempos de altos índices de desemprego, não é uma tarefa fácil.

Além de pesquisar sobre a empresa que te convidou para o processo seletivo, planejar o percurso e as roupas, é preciso também incluir outra etapa neste script: treinar as respostas para as possíveis perguntas que o recrutador pode fazer sobre seu perfil, carreira e habilidades profissionais. Continuar lendo

O Que NÃO Fazer No Dia Internacional Da Mulher Na Sua Empresa

De acordo com dados da consultoria Mckinsey, empresas que possuem diversidade de gênero na sua gestão apresentam resultados financeiros 21% superiores em relação à média de seus concorrentes diretos e 33% se essa diversidade incluir também raça e etnia. Um segundo estudo, realizado pelo The Boston Consulting Group (BCG), concluiu que em um período de cinco anos, as startups criadas por homens receberam US$ 2,12 milhões, enquanto as fundadas por mulheres obtiveram menos da metade: US$ 935 mil. Entretanto, apesar de terem recebido menos investimentos, as startups lideradas por mulheres faturaram 2,5 vezes mais quando comparadas com as fundadas por homens.

Mas se é sabido que maior representatividade nas empresas significa lucro direto para as companhias, por que não vemos ações mais consistentes que vão além de uma data histórica? Eu poderia trazer aqui diversos motivos, mas vou destacar apenas dois: Continuar lendo

Como demitir um funcionário: o que fazer e não fazer

Demitir um funcionário não é uma tarefa fácil, ainda mais para gestores novos. Saiba o que fazer nesse momento

 

Você nunca pensou em ter de demitir um funcionário, mas… de repente, você conquista uma posição de liderança. Isso, você virou chefe, gerente, gestor, enfim, vai se sentar numa cadeira das mais cobiçadas no mundo corporativo e agora quem manda é você.

 

Muito bom, não é? Sensação de poder, orgulho e recompensa, além de maior visibilidade, uma mesa maior e às vezes uma sala só para você. Mas não se esqueça do ônus: carga de trabalho maior, ter de atingir metas, lidar com conflitos (muitos de interesse), planejar, acompanhar, cobrar e fazer a gestão de pessoas.

 

Esse trabalho desafiador, instigante, envolvente e trabalhoso, também é difícil e desgastante. Não há como negar. E é difícil porque, na maioria das vezes, não somos preparados para a gestão de talentos, apenas processos. E o que mais acontece é o melhor técnico ganhar a vaga de gerente sem nenhum preparo ou treinamento, e daí acontecem muitos erros, como a falta de preparo e sensibilidade para demitir um funcionário.

Como demitir um funcionário corretamente?

Desde que a psicóloga coach Fátima Motta começou a trabalhar na área de RH, viu a seguinte situação se repetir: o funcionário é chamado na sala do gestor, que fala meia dúzia de palavras com uma cara muito ruim – no máximo, diz que a empresa está passando por um momento difícil – e manda a vítima “descer lá no RH, para conversar sobre a situação”.

Como assim, o RH é quem vai conversar? Há dificuldade em assumir a missão para si, por respeito e consideração àquele que esteve trabalhando na empresa durante algum tempo. Não dá para transferir, triangular e se escorar no RH: o papel do gestor é lidar com situações difíceis como essa e tantas outras, não só se gabar e desfrutar de coisas boas.

 

O gestor que irá demitir um funcionário precisa se preparar para o momento com tato e respeito, sem pessoalizar, e de maneira que o colaborador perceba que está ouvindo uma razão da empresa.

A coach Fátima Motta ainda pede que nunca se porte com despreparo e falta de coragem ao ter diálogos assim:

  • Gestor: Quero te informar que, a partir de amanhã, eu não sou mais seu chefe.
  • Funcionário: Como, o senhor está saindo?
  • Gestor: Não, é você!

Sem palavras, né?

 

Quer saber mais sobre gestão de pessoas? Então confira essas estratégias de retenção de talentos.

Fonte: Vagas.com

 

Como evitar o novo coronavírus no ambiente de trabalho

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou um documento que orienta funcionários e empregadores sobre como se prevenir do coronavírus (covid-19) no serviço

O trabalho é um local onde infecções respiratórias como o novo coronavírus (cuja doença se chama covid-19) têm grande potencial de multiplicação. Ora, falamos de lugares em que as pessoas ficam juntas por horas, conversando umas com as outras e compartilhando documentos, equipamentos e outros materiais que podem alojar o vírus por horas. Como evitar que o surto que está se espalhando pelo mundo se aproveite do seu serviço para ser transmitido? Continuar lendo

É POSSÍVEL OBTER A CERTIDÃO DE ANTECEDENTES CRIMINAIS DE TODOS OS EMPREGADOS?

Esta é uma questão muito delicada e que recomendamos muita cautela.

 

A princípio não existe lei específica quanto ao assunto, mas o Tribunal Superior do Trabalho – TST, fixou entendimento de que é considerado tratamento discriminatório o pedido de certidão de antecedentes criminais.

 

Contudo, neste mesmo entendimento há uma exceção, que deve ser analisada e ponderada pelo empregador, considerando principalmente a função que será desenvolvida.

 

Isto porque é possível que se solicite ao empregado a certidão de antecedentes criminais, desde que observado: Continuar lendo

Perguntas mais comuns e vocabulário para entrevista de emprego em inglês

Confira os termos mais usados e as dicas de como se sair bem na entrevista de emprego em inglês

Quem está em busca de oportunidades no mercado de trabalho com certeza já percebeu que o domínio do inglês se tornou há bastante tempo um quesito muito mais obrigatório do que desejável.

Um estudo realizado por Cambridge Assessment English, departamento da Universidade de Cambridge responsável por avaliações de proficiência da língua inglesa, e pela QS Intelligence Unit, que atua com coleta de dados do mercado empregador e de educação, apontou que 95% dos empregadores de países não nativos do idioma o consideram importante e o reconhecem como a língua dos negócios. Continuar lendo

Tecnologia Em Recursos Humanos: 7 Ferramentas E Como Aplicar

Woman Using High Tech Computer — Image by © Louis Moses/Corbis

Há tempos que a tecnologia em Recursos Humanos permite aos profissionais do setor maior acesso a dados e recursos para melhorar planos e estratégias. Além disso, ferramentas disponibilizadas ao longo dos últimos anos auxiliam no monitoramento da atuação de funcionários, possibilitando um reconhecimento adequado de performances e a elaboração de planos cada vez mais eficazes na captação de talentos.

Constantemente, a tecnologia em recursos humanos oferece oportunidades para que empresas e profissionais reavaliem o desenvolvimento de seus processos, algo capaz de organizar e otimizar tarefas, além de permitir mais agilidade e precisão nas funções do setor de RH. Essas ferramentas ainda podem influenciar na percepção de performances de colaboradores.

Tecnologia em recursos humanos: Principais ferramentas

Continuar lendo

Trabalho Remoto: por que ele se tornou uma tendência no mercado?

De acordo com uma pesquisa da Organização Internacional do Trabalho, a implementação do trabalho à distância chega a 40% em alguns países. No Brasil, a modalidade tem crescido muito, tendo inclusive sido debatida na nova reforma trabalhista.

 

A flexibilidade em relação ao local de trabalho surgiu por meio do desenvolvimento de uma série de aparatos tecnológicos, que substituem muito bem práticas essenciais à rotina de qualquer empresa, até então exercidas apenas presencialmente. Softwares como Skype e Hangouts tornaram possível a realização de reuniões à distância. Aplicativos como Google Docs permitiram o trabalho simultâneo a quatro, seis, oito, infinitas mãos. Tecnologias como a nuvem permitiram o compartilhamento rápido e preciso de arquivos essenciais. Continuar lendo

Você Prefere Um Líder Fraco Ou Pulso Firme Para Tomar Decisões E Agir?

Nos tempos atuais, percebemos um aumento considerável no número de líderes “fracos” que não tem “pulso firme” para liderar e tomar decisões.

Embora a equipe não admita ou não identifique a necessidade de ser guiada e talvez sequer tenha noção da importância de seguir um líder assim, saiba que nada melhor do que poder confiar num líder que sabe o que está fazendo, que guia o grupo com autoridade, ousadia e força.

Carlos Jenezi, especialista em desenvolvimento de produtos na plataforma Brasil Editorial disse: A pior sensação é estar em um barco à deriva em momentos de crise, conflito e situações problemáticas. Ninguém gosta de estar sob a direção de um líder banana. Fato! Continuar lendo

A habilidade que todo gestor do futuro deve ter

Saber navegar um contexto de mudanças constantes é essencial para os gestores do futuro

Transformação constante de carreiras e empresas, maior concorrência e horário de trabalho flexível são algumas das mudanças que devem movimentar radicalmente o mercado e as relações trabalhistas nos próximos anos. O desafio dos gestores de empresas é se preparar para os novos tempos e instruir suas equipes para lidar com situações cada vez mais instáveis, seja no ambiente interno da corporação, seja no mercado. Por isso, é essencial que todo gestor saiba conduzir mudanças.

 

Precisamos capacitar gestores para conduzir mudanças em projetos, processos e produtos de forma estruturada e planejada. Eles precisam construir times que prezem pela integração e facilitação na hora de resolver problemas organizacionais, contribuindo para atingir os objetivos estratégicos da empresa“, explica Barbara Caríssimi, coordenadora da pós-graduação em Gestão de Crises e Mudanças da Universidade Veiga de Almeida (UVA).

 

Os líderes precisam analisar crises e mudanças não apenas pela ótica sistêmica, aplicando as melhores ferramentas e metodologias de gerenciamento, mas também sob o ponto de vista do grupo e, principalmente, do indivíduo. “A mudança tem que ser compreendida e aceita, primeiramente, pelo indivíduo, que precisa estar aberto ao novo. Para isso, os profissionais em cargo de gestão, independentemente do segmento da empresa, precisam desenvolver as chamadas soft skills e repassar às suas equipes conceitos de inteligência emocional, modelos mentais e gestão de pessoas”, ressalta Caríssimi.

Segundo levantamento da PageGroup, referência mundial em recrutamento de executivos, a evolução das profissões é tamanha que cerca de 70% das crianças de hoje trabalharão em funções que ainda não existem. Além disso, trocas de emprego serão cada vez mais naturais: a tendência é que os profissionais busquem trabalhos de curta duração e projetos com início e fim, não mais carreiras estáticas. As empresas terão que buscar novas formas de atrair e reter os melhores profissionais do mercado. “Quem não se preparar para as novas dinâmicas do trabalho poderá sucumbir. Por isso, muitas corporações já possuem áreas específicas de Gestão de Mudanças ou contratam consultorias especializadas no serviço”, finaliza.

Continuar lendo