“Quero ser líder! Mas como?”

Certo jovem foi procurar uma vidente para que pudesse ver o seu futuro. Depois de entrar na tenda e assentar-se, a vidente olhou em uma bola de cristal e disse: “Você será pobre e infeliz até os 40 anos de idade.” Então, ele perguntou: “E depois, o que acontece?”  Ela respondeu: “Depois você se acostuma!”

Quantas pessoas tem uma história semelhante a testa. Vivem uma vida medíocre, improdutivos e infelizes, e depois disso, se acostumam.

O Dr. John Maxwell declarou que “Tudo sobe ou desce, cresce ou desaparece devido a liderança”. Uma boa liderança faz acontecer. Uma má liderança é capaz de sabotar o crescimento ou destruir o que já foi construído. Continuar lendo

4 ferramentas que podem ajudar o RH da sua empresa

Conheça quatro ferramentas que podem ajudar o RH da sua empresa a ser mais eficiente

A tecnologia tem mudado cada vez mais a estrutura organizacional das empresas, e isso não é diferente para a área de Recursos Humanos. Os benefícios dessa revolução tecnológica vão desde a simplificação de processos operacionais à redução de custos.

Conheça quatro ferramentas que podem ajudar o RH da sua empresa a ser mais eficiente: Continuar lendo

Recursos Humanos: uma carreira em alta – Baixe o e-book As profissões mais bem pagas do Brasil

O RH gerencia o capital humano com o negócio, e garante que empresa e funcionários cumpram objetivos. Aprenda sobre uma carreira promissora

  • As funções de quem desempenha a gestão de Recursos Humanos não se limitam a recrutar e selecionar profissionais. A crise no país reduziu o número de contratações nas empresas, mas a área de RH se tornou essencial na atuação estratégica para qualquer negócio.
  • modernização na legislação trabalhista se adaptou aos novos modelos de empregabilidade. Agora, com o home office, o trabalho intermitente e o trabalho autônomo, entre outras atualizações, o país se adapta para as transformações que acontecem a nível global.
  •  carreira de RH vem sendo uma das mais promissoras. O setor perdeu a sua imagem burocrática e colocou as pessoas para jogar ao lado dos negócios.

Hoje, o executivo de RH chega a ser considerado um talento difícil de encontrar. A função deste profissional é administrar os processos organizacionais e gerenciar pessoas, de forma a integrar os diferentes setores da empresa. Para isto, ele precisa dominar a técnicas de gerenciamento de pessoas, recrutar, analisar cargos e salários, treinar e desenvolver pessoas, avaliar o seu desempenho compreender as rotinas de pessoal e os seus benefícios.

 

Com relação ao mercado de trabalho, existe uma grande demanda pelos seguintes profissionais:

Business Partner 

Sua responsabilidade é formar estratégias e intervir na cultura e nos valores da organização. As empresas buscam profissionais que liderem ativamente os recursos humanos e melhorem os valores da organização. A formação requerida é graduação em Economia, Recursos Humanos ou Administração de Empresas, com especialização de generalista em RH. O salário de um cargo como este é de em média, R$15 mil.

RH Generalista

As empresas de pequeno e médio porte que necessitam estruturar suas áreas de RH precisam de um executivo com visão ampla para desenvolver o trabalho – muitas vezes do zero; por isso há tanta demanda no setor.

Gerente de remuneração, benefícios e folha de pagamento

Os tempos pedem redução de custos e um dos maiores desafios das empresas é elaborar pacotes salariais atrativos para reter os talentos, sem perder o equilíbrio na folha de pagamento.

Fatores que valorizam a carreira de RH

Disputa por talentos

A briga pelos melhores profissionais continua em alta, embora o mercado esteja desaquecido. A disputa por profissionais qualificados é o principal desafio de quem segue a carreira de RH. Cabe à área realizar um trabalho consistente de gestão de talentos, que passa por atração, retenção e desenvolvimento de pessoas.

Redução de custos nas empresas

As empresas estão pressionando seus funcionários a manter ou elevar a produtividade, seja com os recursos disponíveis ou com equipes reduzidas. Ao RH, resta o desafio de motivar as pessoas e retê-las, sem comprometer os programas já implantados.

Conflitos de gerações

A chegada de profissionais jovens ao mercado e a permanência dos veteranos estão compondo um novo público nas empresas. Esses grupos podem somar forças e realizar valiosas trocas de conhecimento.

Mas, poucas companhias já encontraram esse equilíbrio. Pesquisas apontam que ao menos um terço das organizações gasta até 5 horas amenizando os conflitos geracionais. O departamento de RH tem a missão de resolver esse descompasso, que está mais presente no ambiente corporativo.

No Brasil, já existe uma consciência do papel do RH em fomentar uma cultura inovadora, empreendedora e cooperativista nas organizações. E o papel social das empresas que vai além do gerador de riquezas e empregos. A tendência de que as organizações cumpram com o papel de formar cidadãos a partir de um espaço inclusivo.

AS PROFISSÕES MAIS BEM PAGAS DO BRASIL

Ebook: As profissões mais bem pagas do BrasilEscolher qual profissão seguir e que curso fazer às vezes pode se tornar um desafio. Os profissionais bem-sucedidos são aqueles que, além de obter retorno financeiro, conseguem satisfação e realização por meio do exercício de sua atividade.

INSCREVA-SE E BAIXE ESTE EBOOK GRATUITAMENTE

Continuar lendo

Vale a pena levar seu negócio para um coworking?

Coworking: espaços custam 700 reais por pessoa por mês, em média (Deagreez/Thinkstock)

Há espaços compartilhados não só para startups, mas também para escritórios de advocacia, cabeleireiros e até negócios de alimentação. Veja se é uma boa

São Paulo – Talvez você imagine um coworking como um ambiente colorido com pufes para startups, mas eles estão abrigando cada vez mais advogados, cabeleireiros e até empresas de alimentação. Há espaços compartilhados de trabalho para todos os gostos, que hospedam desde empresas moderninhas até negócios mais tradicionais. Continuar lendo

Você está preparado para atuar no RH do futuro?

O mundo está evoluindo a passos largos. E não penas o RH, mas qualquer área precisa estar atenta e acompanhar as transformações, já que para a sobrevivência de um departamento, ele precisa ser cada vez mais útil e se reinventar frequentemente. Inovação e tecnologia são as palavras-chaves dessa era.

Já temos percebido mudanças profundas nos recursos humanos. Hoje, em vez de serem as pessoas dentro da organização que aplicam as regras, os gestores de RH são considerados mentores e líderes com pensamentos influenciáveis. É de grande importância seus feedbacks de como melhorar a experiência dos funcionários, além de oferecer insights sobre com elevar o nível de sua carreira e realizar a manutenção de status quo. Continuar lendo

Festa da ‘firma’ requer etiqueta profissional

Para especialistas, devem ser evitados excesso de bebidas, discussões de trabalho e foto em redes sociais

Com a proximidade do fim do ano, começam a pipocar os convites para festas e comemorações de fim de ano das empresas. Embora sejam momentos de descontração, esses eventos merecem atenção dos funcionários para que se evitem situações embaraçosas e até perigosas do ponto de vista profissional. Continuar lendo

Como criar uma equipe de alta performance

Confira algumas dicas para criar uma cultura de colaboração na sua empresa

Criar as fundações apropriadas para equipes de alta performance tem se tornado algo cada vez mais importante nos ambientes corporativos, onde a colaboração é vista como a solução para obtenção de resultados excelentes.

O que considerar na construção de uma equipe de alta performance

Continuar lendo

Processo às cegas para contratação de líderes

Simone Beier, diretora de RH da Cargill. Foto: Divulgação

Para eliminar o viés inconsciente e impulsionar a contratação de profissionais por suas qualificações e competências, empresa passou a contratar por meio do “currículo cego”

A Cargill passou a contratar profissionais para cargos de liderança por meio do “currículo cego”, para eliminar o viés inconsciente e impulsionar a contratação de profissionais por suas qualificações e competências. Com isso, a empresa pretende aumentar a quantidade de mulheres, negros, pessoas com deficiência e LGBTIs comandando
equipes, pessoas e negócios. Continuar lendo

GOIS CONSULTORIA EM SEGUROS APOIA O “NOVEMBRO AZUL”

Durante o mês de Outubro rolou a Campanha Outubro Rosa (que já explicamos por aqui). Agora no mês de novembro as coisas mudam de cor e passar a ficar azuis. O Novembro Azul é uma campanha super importante de combate ao câncer de próstata e conscientização da importância de exames regulares e diagnóstico precoce. Continuar lendo

Pessoas arrogantes são, muitas vezes, inseguras. Veja como lidar com elas

Sofia Esteves, da Cia. de Talentos, fala das estratégias para neutralizar a arrogância no ambiente de trabalho e na entrevista de emprego

As entrevistas de emprego, geralmente, são situações tensas, um momento difícil para o candidato de se expor para uma pessoa que ele não conhece. Mas, essa experiência pode se tornar ainda mais complicada se o entrevistador demonstrar arrogância e indelicadeza, sem nenhuma sensibilidade para identificar o que de melhor tem aquela pessoa que está em busca de uma oportunidade profissional. Continuar lendo

Os adultos invadem os espaços de trabalho compartilhado

ESCRITÓRIO COLETIVO NO WORLD TRADE CENTER: ideal para impressionar os clientes / Will Glaser/The New York Times

Escritório Coletivo no World Trade Center: ideal para impressionar os clientes (Will Glaser/The New York Times)

Escritórios compartilhados não são mais o local apenas de empresários solitários, startups e jovens profissionais

Quando seu filho mais novo foi fazer faculdade, Lee Rosen decidiu que ele e seus colegas poderiam administrar a firma de advocacia da família a partir de suas casas, perto de Raleigh, na Carolina do Norte, economizando 35.000 dólares de aluguel por mês. Os advogados começaram a escrever instruções na mesa de suas cozinhas e na biblioteca local. Onde eles trabalhavam não importava – a não ser por um motivo. Continuar lendo

Quais são os direitos de quem trabalha aos domingos e feriados

A legislação trabalhista, além de prever limites de jornadas diárias de trabalho, dispõe também quais são os períodos de descanso, tais como horário de almoço e intervalo entre um dia de trabalho e outro.

Há em lei para todos os empregados o direito ao descanso semanal remunerado de, no mínimo 24 horas consecutivas, concedido pelo menos uma vez por semana, preferencialmente aos domingos e o descanso nos dias de feriados. Este descanso é devido aos empregados que trabalham em turnos alternados, sem que o descanso descaracterize esse tipo de trabalho, e também aos empregados domésticos. Continuar lendo

Como o fim do Ministério do Trabalho vai afetar a sua vida profissional

O que muda do ponto de vista de quem trabalha com a decisão de extinção da Pasta do Trabalho? Três especialistas respondem

O provável fim do Ministério do Trabalho ou a incorporação da pasta a outro ministério dá uma mensagem aos empregadores de que a fiscalização das relações de trabalho não será prioridade do Executivo, na visão do professor e procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT) em São Paulo, João Filipe Sabino. Continuar lendo

O que o eSocial traz de bom para a sua organização

O eSocial inova a sistemática do governo para obter as informações geradas pelo empregador em relação aos seus empregados para conectar de forma padronizada os dados previdenciários e trabalhistas.

Tal modelo requer um fluxo disciplinado entre os processos, sistemas e pessoas nas organizações. Isso significa que cada operação dentro da organização que envolva o fato gerador de um trabalhador, como admissão, atestado de saúde ocupacional, alteração contratual, entre outros, até o seu desligamento, se transforma num evento (arquivo xml) a ser transmitido via webservice dentro de critérios e prazos legais Continuar lendo