Empresa elimina a figura do chefe e alavanca os resultados com gestão compartilhada

O sonho de dizer adeus aos chefes e diretores têm ganhado um significado diferente nos últimos tempos.

Se antes era sinônimo de pedir as contas e empreender solitariamente, hoje também significa ser coordenador de si mesmo sem precisar se desligar da empresa com a qual se mantém vínculos. Os funcionários da Verte, que dão expediente em um andar inteiro de um prédio na Vila Olímpia, em São Paulo, sabem muito bem disso, pois atualmente trabalham sob o regime da “gestão compartilhada” que está mudando a cultura organizacional das empresas que a adotam. Continuar lendo

Como a empresa Comgás otimizou seu recrutamento e seleção

Depois de simplificar as competências desejadas e responsabilizar os líderes pelo processo, o tempo médio para preencher uma vaga foi reduzido em 65%

A Companhia de Gás de São Paulo (Comgás) teve 60% de seu capital social adquirido pela Cosan, um dos maiores grupos econômicos privados do país, em novembro de 2012. O novo sócio trouxe sua cultura corporativa, mais ágil e autônoma, que colocava o cliente no centro do negócio. Continuar lendo

4 aspectos que motivam os conflitos nas empresas

Atualmente, é costumeiro observar que os colaboradores nas empresas estão cada vez mais focados em cumprir suas próprias demandas, esquecendo que fazem parte de um organismo interdependente onde suas ações reverberam nas rotinas e atividades dos outros e vice-versa. É nesse momento que o restante da equipe passa a não se sentir pertencente a um projeto maior, iniciando-se assim os conflitos.

No entanto, quando se vê nessa posição, é natural que o ser humano se sinta desafiado e tenha maior rendimento. Pensando por essa perspectiva, o conflito não é um fato totalmente ruim. Porém, é muito mais fácil cuidar para que essas complicações não cheguem a acontecer do que ter que remediá-las. Por isso, indico aqui três situações delicadas e como lidar com elas: Continuar lendo

6 mitos sobre o envelhecimento

Happy seniors

Gerontóloga fala sobre as principais crenças populares sobre a terceira idade e alerta para os cuidados com a saúde nessa faixa etária

Não adianta negar: todo mundo vai envelhecer. E inevitavelmente, com o passar do tempo, nosso organismo sofre alterações que mudam o ciclo de vida e fazem com que sejam necessárias algumas adaptações. Mas antes de tomar qualquer providência, é importante saber o que é crendice popular e o que é verdade acerca do envelhecimento. Continuar lendo

Pedir para ser demitido deixará de ser ilegal? Advogado explica

Não são raros contratos de trabalho terminarem por comum acordo, de forma informal. Já viu alguém pedir para ser demitido para ter acesso a FGTS?

O término do contrato de trabalho pode ocorrer por vários motivos. Os mais comuns são: o pedido de demissão, em que o empregado comunica ao empregador seu desejo de não trabalhar mais; e a dispensa, em que a iniciativa da rescisão do contrato é do empregador. Continuar lendo

4 fatores que certamente farão os talentos permanecer na sua empresa

O que motiva os funcionários a buscarem um novo emprego e o que os fazem desejar ficar?

A resposta é simples. Os trabalhadores esperam das empresas salário e benefícios justos, vantagens no local de trabalho e oportunidades de desenvolvimento que os ajudem a avançar em suas carreiras. Em outras palavras, invista nos seus funcionários e eles também investirão na sua empresa.

Um estudo recente da Indeed explorou as visões dos trabalhadores dos EUA sobre a permanência no emprego, decisões de mudança de emprego e percepções sobre o sucesso na carreira. Enquanto a permanência média no emprego é relativamente longa (cerca de 6 anos) e a satisfação no emprego é alta (68%), os trabalhadores indicaram que o plano de carreira (41%) e melhor salário e benefícios (41%) são as principais razões para a troca de empregos. Continuar lendo

AGRUPARH promoveu encontro sobre a Reforma Trabalhista

Nesta quinta-feira 24/8 ocorreu no novíssimo espaço Alegro Hotel by Tauá mais um Encontro de Gestores do AGRUPARH – Atibaia Grupo de Recursos Humanos, encontro promoveu debate sobre a Reforma Trabalhista.

Cerca de 40 profissionais da área de Recursos Humanos de Atibaia e região estiveram presentes no edição mais recente do encontro de gestores promovidos mensalmente pela entidade.

O importante tema, pedido pela maioria dos membros do grupo, foi a Reforma Trabalhista, que foi abordado em brilhante apresentação do advogado André Menezes Bio do escritório Corona & Bio Sociedade de Advogados, o dr. André abordou os principais tópicos de interesse dos profissionais de Recursos Humanos como: Continuar lendo

Remuneração Estratégica: por que implantá-la?

Quantas vezes um colaborador se pergunta se está sendo remunerado adequadamente? Se vale a pena ou não continuar na empresa? Quantas vezes ouve-se reclamações e desmotivação pela incompatibilidade de valores com o mercado ou aquele sentimento comum de que falta algum outro reconhecimento por seu trabalho? Se você atua na área de gestão de pessoas ou RH, provavelmente já se deparou com a questão: quais benefícios devo oferecer para os meus colaboradores e como reter os verdadeiros talentos da minha empresa?

Mas pode ser que algo esteja passando despercebido. Já pensou que, talvez, você não esteja enxergando a pessoa e o profissional que há por trás de cada um de seus colaboradores? E se cada um possui um perfil diferente, uma bagagem diferente, trazem competências e resultados diferentes, o correto seria remunerá-los de acordo, certo? Acontece que esta não é uma tarefa fácil. E é exatamente por isso que você precisa saber como implantar as técnicas de uma remuneração estratégica. Continuar lendo

Atestado médico falso pode render demissão por justa causa

A apresentação de atestado médico falso por empregado, como meio de justificar ausência do trabalho, tem se tornado prática recorrente.

Rasuras no número de dias de afastamento ou na data de emissão podem indicar adulteração do documento. Outra prática comum é a falsificação da assinatura e do carimbo médico.

As empresas também devem ficar atentas às publicações nas redes sociais, pois pode acontecer de o empregado apresentar atestado médico falso como meio de abonar falta, tendo publicado foto ou vídeo em momento de lazer. Continuar lendo

Reputação da empresa prejudica ex-funcionários

Mesmo que o candidato não tenha se envolvido em atos ilegais, ter trabalhado em organizações que passaram por escândalos atrapalha futuras contratações

A revista Harvard Business Review de abril traz um artigo intitulado O Efeito do Escândalo, no qual aborda a conse­quên­cia para os indivíduos quando a empresa em que trabalham se envolve num problema e como isso respinga em sua carreira.

Apesar de não fazer referência ao Brasil, o texto não poderia ser mais oportuno diante da enxurrada de casos de corrupção envolvendo grandes companhias e governo. Continuar lendo

Expediente fixo das 9h às 18h pode estar com os dias contados

Perto da metade dos brasileiros entrevistados pelo ManpowerGroup afirmou que quer horários mais flexíveis. Desejo pode estar mais perto de ser realizado

O expediente fixo da forma como é hoje em grande parte das empresas brasileiras com horário de entrada às 9h e de saída às 18h está fadado a desaparecer. Ao menos para carreiras em que estar presente fisicamente no escritório não é requisito para dar resultado.

A afirmação é de Marcia Almström, diretora de RH de uma das maiores empresas de recrutamento do mundo, o ManpowerGroup, responsável pela contratação todos os anos de dezenas de milhares de profissionais no Brasil. “Em um espaço máximo de dois ou três anos, acredito que a gente já esteja em um novo mundo quando se fala em jornada de trabalho”, diz ela. Continuar lendo

Um bom líder deve aprender a aceitar críticas

Muitos empresários e governantes têm dificuldade para aceitar críticas e ouvir o que as pessoas têm a dizer sobre o seu comportamento – uma atitude que pode influenciar a administração dos negócios e prejudicar o trabalho em equipe. Na maioria das vezes, ser criticado não é uma situação agradável, mas pode servir para provocar uma autorreflexão e ajudar a identificar problemas e falhas. Continuar lendo

Centauro é condenada por exame toxicológico em funcionários

Rede de lojas informou que a prática foi extinta e que está recorrendo da condenação aplicada pelo TST

A Primeira Turma do TST (Tribunal Superior do Trabalho) manteve a decisão que proíbe a rede de lojas Centauro de realizar exames toxicológicos em seus funcionários. A varejista de material esportivo foi condenada a pagar R$ 80 mil por danos morais coletivos, com multa de R$ 5 mil por empregado prejudicado em caso de descumprimento.

A condenação foi dada em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) após denúncias de funcionários sobre irregularidades cometidas pela empresa. De acordo com as denúncias, a Centauro submetia seus funcionários a exames toxicológicos de forma aleatório, por meio de sorteio. Continuar lendo

Grávida é demitida por justa causa por usar creme da patroa

Empregada ainda pode recorrer da decisão em uma seção especial do TST

Uma empregada doméstica grávida de cinco meses foi demitida por justa causa pela patroa no Distrito Federal. Na ocasião, a empregadora, uma servidora pública de Brasília, alegou que a funcionária foi despedida por ter utilizado produtos de seu uso pessoal sem autorização, o que violou a relação de confiança que existia entre elas.

Funcionárias grávidas têm estabilidade no emprego de até cinco meses após o parto. Mas o Tribunal Superior do Trabalho (TST) entendeu que essa estabilidade não livra a funcionária de ser punida por faltas graves no trabalho. Entre os motivos considerados como justificativa para a demissão por justa causa estão roubo, embriaguez no trabalho e violação de segredo da empresa. Continuar lendo

Muita pressão no trabalho? Faça isto se não quiser surtar

Como ter resiliência para lidar com as incertezas crescentes do mundo do trabalho? Sofia Esteves, presidente do conselho do Grupo Cia de Talentos, responde

Em tempos incertos, cresce a pressão e as cobranças dentro das empresas. É preciso gerar resultados, reduzir custos e ganhar produtividade. Porém, é importante lembrar que, independentemente do cenário atual, sempre haverá momentos críticos no dia a dia de trabalho. Por isso, é muito importante que os profissionais estejam preparados para enfrentar a pressão sem perder a motivação e a saúde física e emocional. Continuar lendo