Informe: POR QUE ESCOLHER A JSERV MULTSOLUÇÕE

A JSERV MULTSOLUÇÕES é uma empresa idônea e comprometida em oferecer serviços terceirizados unindo visão moderna e gerenciamento competente.

Atuamos em toda grande São Paulo com matriz na cidade de Atibaia com profissionais altamente qualificados para suprir a falta de mão de obra especializada no mercado. Continuar lendo

Ter amigos no trabalho é crucial para a carreira profissional, diz estudo

De acordo com estudo, mais da metade dos entrevistados afirma ter um melhor amigo na empresa

Mais do que felicidade pessoal, ter amigos no trabalho também é fundamental para sua carreira profissional, é o que afirmam pesquisadores da Comparably, startup que realizou uma pesquisa sobre amizades no escritório com 33 mil pessoas da indústria de tecnologia.

De acordo com o estudo, mais da metade dos entrevistados afirma ter um melhor amigo na empresa. Principalmente executivos (66%) e profissionais de RH (65%). Já pessoas da área de tecnologia de informação (53%) e jurídica (52%) são os que menos fazem grandes amigos no trabalho. Continuar lendo

Trabalhista: TEMPO PARA TROCA DE UNIFORME – GERA HORA EXTRA?

Nas empresas de grande porte assim como na de médio, é comum que os empregados, principalmente da linha operacional, se utilizem do uniforme em suas atividades laborais.

De acordo com o art. 456-A da CLT (inserido pela Reforma Trabalhista), dispõe que cabe ao empregador definir o padrão de vestimenta no meio ambiente laboral, sendo lícita a inclusão no uniforme de logomarcas da própria empresa ou de empresas parceiras e de outros itens de identificação relacionados à atividade desempenhada.

As empresas que optam por utilizar uniforme no ambiente de trabalho estabelecem que os empregados estejam devidamente trajados para exercer suas atividades. Esta obrigatoriedade só pode ser estabelecida pela empresa no ambiente de trabalho, mas não fora dele. Continuar lendo

Perfeccionismo: qualidade ou defeito?

Você se considera perfeccionista? Se sim, tem notado que isso está atrapalhando a sua produtividade?

Algumas pessoas ficam tão presas aos detalhes em tudo o que fazem, que acabam se tornando chatas – e não só com os outros, mas também com elas mesmas.

Costumo dizer que existem dois tipos de perfeccionista: o saudável e o neurótico. O saudável normalmente estipula objetivos e os enxerga como um desafio, uma oportunidade de aprendizado; já o neurótico costuma ficar assustado diante das metas, pois tem medo de não conseguir alcançar um resultado satisfatório – muitas vezes, esse medo é a própria causa dos maus resultados. O perfeccionista neurótico fica tão exausto com suas próprias cobranças, que acaba entregando menos do que poderia. Continuar lendo

Retenção de talentos será o maior desafio do RH nos próximos anos

Não é de hoje que a falta de mão de obra qualificada atormenta os empresários brasileiros.

Outro fator que tem tirado o sono da gestão de recursos humanos é a retenção de talentos. De acordo com a C-Suite Challenge, a atração e retenção é uma das principais preocupações dos gestores.

Apesar de parecerem temas completamente diferentes, eles caminham lado a lado, uma vez que a falta de profissionais qualificados aumenta a demanda por aqueles que preenchem todos os requisitos. Uma pesquisa feita pela empresa norte americana MyEmployees, demonstrou que 30% dos profissionais acreditam que estarão trabalhando em outro lugar nos próximos anos. Mas, o que chamou a atenção no estudo é que 50% afirmam ter valores diferentes das empresas que trabalham e, 60% não sentem que seus objetivos de carreiras estejam alinhados com os planos que as empresas têm para eles. Esses dados demonstram que empresas e profissionais possuem horizontes e visão de futuro diferentes. Olhando para isso, entendemos porque a retenção de talentos é e continuará sendo um grande desafio. Continuar lendo

Trabalhista: Vender o vale-refeição é motivo para demissão por justa-causa?

Vender o vale-refeição para ganhar um dinheiro extra é fraude? Advogado Marcelo Mascaro responde

O vale-refeição é um benefício concedido ao empregado, destinado a garantir refeição em estabelecimentos comerciais em que seja aceito. Não existe obrigação legal para que a empresa conceda esse benefício, mas se estiver previsto em convenção, acordo coletivo ou no contrato de trabalho, ele deverá ser fornecido obrigatoriamente.

Se a empresa adere ao Programa de Alimentação do Trabalhador, aprovado pelo Ministério do Trabalho, ela receberá incentivos fiscais pela concessão do vale-refeição e este não será considerado como parte do salário. Assim, o benefício não é contabilizado para fins de contribuição previdenciária, depósito do FGTS e imposto de renda. Continuar lendo

Senado aprova saque do FGTS a trabalhador que pede demissão

Atualmente, com raras exceções, saques integrais só podem ser feitos quando o funcionário é demitido sem justa causa

O trabalhador que pedir demissão vai poder sacar integralmente o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Isso é o que prevê o projeto de lei do Senado 392/2016, aprovado nesta quarta-feira (11) pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) da Casa.

Agora, se não houver apresentação de recurso para análise do tema no plenário da Casa, o texto seguirá diretamente para apreciação na Câmara dos Deputados. Se for aprovado, vai para sanção presidencial. Continuar lendo

Liderança ou autoridade: entenda a diferença e saiba gerar resultados

“Quando nos sentimos seguros na empresa, naturalmente combinamos nossos talentos e nossas forças e trabalhamos sem parar para enfrentar os perigos lá fora e aproveitar as oportunidades”, afirma especialista

Em tempos de crise, o script se repete, seja qual for a época ou país: o índice de desemprego dispara porque as empresas precisam cortar gastos para compensar a queda nas vendas. Ao mesmo tempo, o que se espera daqueles que ficam nos quadros das empresas é o comprometimento absoluto, mesmo em um ambiente de trabalho contagiado pelo pessimismo e com a inclemente espada de Dâmocles sobre as cabeças — ao contrário da fábula, o risco recai sobre quem tem menor poder dentro da organização. Continuar lendo

Como a inteligência artificial ajuda no recrutamento e na seleção

O robô caça-talentos tem ajudado as companhias para recrutar e selecionar pessoas – inclusive as que não estão à procura de emprego

Aos poucos, a inteligência artificial (IA) começa a ser usada para tornar mais eficiente o processo de recrutamento e seleção de pessoas. No Brasil, o movimento se iniciou há dois anos, liderado por companhias do setor de comércio e tecnologia que recorrem às máquinas sobretudo para lidar com um grande número de candidatos. Com o passar do tempo, acabou se expandindo para outros segmentos de negócios. Continuar lendo

O segredo que vem antes da venda – Uma contribuição da Mianni Consultoria

O desafio do vendedor é diário, por esse motivo sua preparação para execução de uma venda se faz necessária, e temos ainda alguns vendedores que simplesmente perdem muitas oportunidades por estarem despreparados.

Além do entendimento amplo sobre seu público alvo ideal, sobre os parceiros de negócios que podem potencializar seu negócios , temos alguns cuidados diários que precisamos nos esmerar para que tenhamos um trabalho extraordinário .

Portanto vou listar alguns pontos principais para preparo diário de uma equipe de vendas: Continuar lendo

7 erros clássicos que muita gente comete na hora de se vestir para uma entrevista de trabalho

A temida entrevista de emprego não serve apenas para que os avaliadores tenham contato com seu conhecimento intelectual e experiencial sobre determinada atividade.

Tudo está sendo avaliado durante aquela conversa: seu comportamento, reação a determinados assuntos, postural corporal, tom de voz e seu figurino. “A primeira impressão é a que fica. Não basta pensar no currículo e no que vai falar durante o processo seletivo, é preciso que a pessoa se atente ao que vai vestir para passar uma boa impressão”, afirma a expert em consultoria de estilo, Juliana Marangoni. Por isso, ela destaca 7 erros clássicos que muita gente comete: Continuar lendo

Recrutamento e seleção: quem deve preencher esta vaga?

Abriu uma vaga na minha empresa. Quem deverá preenchê-la?

Chegou a hora de buscar um profissional adequado e que compactue com todos os princípios da empresa. Mas afinal, como funciona esse processo de escolha?
A chave do crescimento de uma empresa é entender que ela é composta por pessoas e elas são as responsáveis pelo seu sucesso no mercado. Por isso é fundamental escolher alguém que se encaixe perfeitamente nos requisitos da vaga e de fato “vista a camisa”. Continuar lendo

Insatisfação no trabalho: o que fazer?

Dicas de coaching ajudam a diagnosticar o motivo da desmotivação na carreira

As incertezas econômicas afetam diretamente o mercado de trabalho, e as consequências podem ser drásticas. Para manterem-se ativas, as empresas adotam planos de contingência e, na maioria das companhias, o corte de efetivo é inevitável. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em fevereiro de 2018, atingimos o maior nível de desemprego desde 2012.

Embora o papel das empresas mereça uma análise detalhada, gostaria de abordar os grandes reflexos deste momento para quem deveria ser protagonista no mercado, mesmo que muitas vezes seja tratado como coadjuvante: o empregado. Continuar lendo

Empresa farmacêutica instala ‘cochilódromo’ para funcionários em sua sede

Empresa diz que medida promove o bem-estar e melhora a produtividade

Imagine dar uma paradinha no trabalho para tirar uma soneca e depois voltar para o batente revigorado. E isso sem estar em home office. É exatamente isso que a farmacêutica Medley quer incentivar: uma pausa no trabalho. Para isso, está instalando cabines pensadas especialmente para cochilos na sede da empresa, em São Paulo. O principal objetivo da ação, além de promover o bem-estar no ambiente corporativo e fomentar a importância da qualidade do sono entre os funcionários, é auxiliar no aumento da produtividade profissional. Continuar lendo

Fila de emprego junta 5 mil pessoas e cruza dois bairros no ES; mas o motivo vai te surpreender

Processo de entrevistas durou 15 horas; dono do negócio defende modelo e afirma querer “olha na cara de cada pessoa, dar dignidade”

Atualmente, boa parte dos processos seletivos são realizados pela web: desde o envio dos currículos até as dinâmicas e entrevistas com os gestores. O problema é que muitos candidatos não recebem feedback algum, o que gera críticas e insatisfação com o mercado de trabalho.

O proprietário da lanchonete Rick’s Burger, que irá inaugurar em breve uma nova unidade no Shopping Mestre Álvaro, em Vitória (ES), decidiu fazer diferente: entrevistou, presencialmente todos os cinco mil candidatos do processo seletivo durante 15 horas seguidas. Continuar lendo