Como uma gestão estratégica de recursos humanos pode impactar os resultados da sua empresa?

O que antes era considerado banal tornou-se elemento essencial para traçar estratégias consistentes e alcançar metas em uma organização.

A pesquisa sobre o Panorama de RH no Brasil 2018, elaborada pela plataforma Qulture.Rocks, realizada online com quase 2 mil profissionais de instituições de diversos setores, revela que 61% dos respondentes acreditam que o RH participa ativamente das decisões estratégicas dentro de uma empresa. Continuar lendo

Reunião do AGRUPARH fechou programação do 1o Semestre de atividades do Grupo

Andréa Rigueto, Gabriela Leite e André Mancuso

Aconteceu na manhã desta Sexta feira (15) mais uma reunião do Conselho Deliberativo AGRUPARH na sede da empresa Dynamic Air em Nazaré Paulista.

Participaram o presidente André Mancuso, Gabriela Leite e a nova membro do Conselho, Andréa Rigueto da empresa VISKASE de Atibaia. Andréa possui larga experiência na área de RH e grande vivência em grupos de profissionais.

Entre as novidades foi fechada a programação do 1o Semestre que irá contemplar o Encontro de Gestores em 22 de Março (exclusivo para empresas membro devidamente cadastradas no grupo) que contará com apresentação do case vencedor em Avaliação de desempenho da empresa NETSHOES apresentado pelo Gestor de RH Kermerson Dias. Continuar lendo

5 conselhos para a busca de um novo emprego

Não se paralise pelo medo ao desconhecido, mas não decida mudar de emprego se você ainda não tem muita certeza do que você realmente quer fazer

  • Entregar dezenas de currículos para receber apenas algumas ligações, assistir à entrevistas e não ter uma ligação de retorno ou receber um “não temos vaga” pode chegar a ser frustrante.
  • Antes de sair à caça por um novo emprego, prepare-se muito bem, e principalmente, aprenda a aproveitar qualquer oportunidade para vender-se no mercado de trabalho e encontrar trabalho com sucesso.
  • Existe muito material na Internet e inclusive livros escrito por especialistas que dão conselhos sobre como procurar emprego. Aprenda o que é prioritário.

Continuar lendo

“As pessoas não querem um chefe amigo. Querem um líder que as ajude a alcançar metas”

Em artigo publicado na Inc., Brian Scudamore conta como fracassou ao tentar ser um “chefe legal” e dá dicas para uma liderança efetiva

As pessoas não querem que seu chefe seja seu melhor amigo. Elas querem um líder que apoie seu sucesso e as ajude a conquistar suas metas”. Foi o que afirmou Brian Scudamore, fundador e CEO da O2E Brands, em um artigo publicado na Inc. De acordo com o executivo, é melhor ser um chefe que todos respeitam do que um amigo de toda a equipe. Continuar lendo

Transferência de cidade pela empresa deve incluir acordos claros com o funcionário

Larissa Scattolini, que acumula experiência em várias cidades. FOTO: Felipe Rau/Estadão

Para expatriados, benefícios detalhados em contrato ajudam no processo de mudança de país ou cidade pela empresa

O Peru não fazia parte da lista de lugares a conhecer da engenheira de alimentos Larissa Scattolini, de 35 anos. Transferida para Lima pela empresa de consultoria de negócios onde trabalhava, no entanto, caiu de amores pelo país. “Sair da zona de conforto e viver uma nova cultura foram fatores decisivos para que eu topasse a mudança. Só procurei antes conversar com pessoas que já viviam lá”, conta. Transferências já fazem parte do currículo de Larissa, que morou nove meses em Santa Catarina e seis meses no Ceará, também por conta da empresa. Continuar lendo

27 Empresas recrutam para estágio e trainee

Mira uma vaga de trainee ou estágio? Confira as oportunidades disponíveis nos programas com inscrições abertas em ordem crescente de término do prazo.

Cielo – estágio
São 100 vagas para o time comercial. Podem se candidatar estudantes do penúltimo ou o último ano de cursos técnicos ou de graduação. As vagas são para atuar em Manaus, Recife, Fortaleza, Salvador, Goiânia, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Ribeirão Preto, Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis. Continuar lendo

Em comemoração ao Dia da Mulher, Mondelēz Brasil celebra aumento das posições ocupadas por líderes femininas

Programa global Women in Management investe para ampliar a presença feminina em altos cargos na empresa. Índice hoje está em 40%

São Paulo, 8 de março de 2019 – Dados do estudo Estatísticas de Gênero: Indicadores Sociais das Mulheres no Brasil, divulgado em 2018 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram uma queda no número de mulheres em cargos de liderança no País. De 40%, registrado em 2016, o índice encerrou o último ano com a marca de 37,8%. Um comportamento inverso a este movimento foi registrado pela Mondelēz Brasil, dona de marcas como Lacta, Trident, Halls, Club Social e Oreo, que neste Dia Internacional da Mulher está celebrando uma participação recorde de líderes femininas em posições de gestão: cerca de 40%. Este resultado, crescente ano após ano, decorre do compromisso da companhia na construção de um ambiente de trabalho cada vez mais diverso e de sólidas práticas de gestão, como o programa global Women in Management, que visa incentivar e promover talentos dentro da empresa. Continuar lendo

Ao procurar um emprego, avalie a empresa e não apenas o cargo

Se você busca uma recolocação profissional, conquistar o primeiro emprego ou deseja mudar de empresa, função ou área profissional, é mais importante analisar se a empresa combina com você do que apenas avaliar se possui as experiências exigidas no anúncio da vaga.

Talvez já tenha passado por isso ou, pelo menos, conhece uma pessoa que achou que havia encontrado o trabalho da sua vida, pois possuía todas as experiências exigidas na função, a graduação esperada e, até mesmo, os cursos ou idiomas desejados, mas, poucos meses depois, o trabalho ideal se tornou um inferno. A pessoa não aguenta mais trabalhar, tem ficado doente frequentemente e tudo parece dar errado no emprego. Continuar lendo

LinkedIn: 10 habilidades que as empresas procuram em 2019

A maior rede social profissional analisou a sua ampla base de dados para saber quais competências e habilidades serão demandadas pelo mercado

 

  • O segredo para que uma máquina ou um robô não termine nos substituindo no escritório é correr atrás das continuas melhoras das nossas habilidades, com foco no que o mercado laboral demanda em todos os momentos.
  • Entretanto, também é necessário conhecer o que o mercado de trabalho está pedindo neste momento, para ter a oportunidade de poder se adaptar a ele.
  • Segundo uma análise do portal LinkedIn realizado em janeiro de 2019, é possível determinar quais são as habilidades sociais e as profissionais que as empresas levarão em conta na hora de selecionar um candidato.

Continuar lendo

Você é o chefe ou o líder no seu trabalho?

Gerir uma equipe de colaboradores no sentido de metas e objetivos comuns não é nada fácil

Todo empreendedor que obteve um mínimo de sucesso e viu o seu negócio evoluir passou pela situação de selecionar, empregar e coordenar uma equipe de colaboradores. Se você se identifica com essa situação, com certeza ouviu os termos “chefiar” e “liderar” com relativa frequência, afinal, é esse o nível de relacionamento que você tem ou teria com essas pessoas. Mas você sabe qual a diferença entre os dois termos? E, melhor ainda, sabe qual dos dois — chefe ou líder — você é? Continuar lendo

“Todo mundo pode varrer o chão” e outras 10 regras do sucesso que um ex-funcionário recebeu da Apple

A gigante da tecnologia entregava um cartão com as regras pra seus funcionários

Um ex-funcionário da Apple guardou as “11 regras do sucesso” que recebeu da gigante da tecnologia há mais de 10 anos, no seu primeiro dia na empresa.

Huxley Dunsany era consultor de soluções da Apple e entrou na empresa em 2004.
Trabalhou na Apple por por mais de 6 anos, mas hoje não integra mais a equipe da companhia sediada em Cupertino, na Califórnia.
O profissional publicou no Imgur (https://imgur.com/gallery/I2lw9ci), um banco de imagens, o cartão que recebeu da empresa com as regras que os profissionais que trabalham na companhia devem seguir para alcançar o sucesso. Continuar lendo

Como evitar os 5 maiores erros na entrevista de emprego

A entrevista de emprego não é o monstro de 7 cabeças que muitas pessoas imaginam.

Apesar de o processo seletivo ainda ser subvalorizado pelas empresas (principalmente pelas menos estruturadas e maduras), que gastam pouca energia e dinheiro para atrair as melhores pessoas e não desenvolvem os seus profissionais de RH para executarem o processo com maestria, o problema pela conquista ou não da vaga, geralmente, não é do recrutador e nem da empresa que oferece a vaga, mas, sim, do próprio candidato que insiste em não se preparar adequadamente para esta etapa. Continuar lendo

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS ETRABALHO TEMPORÁRIO (Lei 6.019/74)

A Terceirização é uma ferramenta estratégica de gestão que permite às empresas Contratantes destinar atividades principais e secundárias do seu processo produtivo para empresas Prestadoras de Serviços Especializadas, possibilitando assim dedicação exclusiva ao pleno funcionamento do negócio.

O Trabalho Temporário é uma modalidade de intermediação de Mão de Obra que atende a necessidade de uma empresa Tomadora em ocasiões que requeiram a substituição  transitória de pessoal regular e permanente (cobertura de férias, licenças, afastamentos, etc.), ou a demanda complementar de serviços (picos de produção, safra, vendas em datas festivas, etc.), previsíveis ou não. O Trabalhador Temporário somente poderá ser colocado à disposição da empresa Tomadora por meio de uma empresa Fornecedora de Mão de Obra Temporária, cadastrada e certificada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, conforme Lei 6.019/74.

QUAIS AS VANTAGENS DA TERCEIRIZAÇÃO E DO TRABALHO TEMPORÁRIO? Continuar lendo

Jovens revolucionam o programa de estágio da empresa Oracle

O grupo que criou o programa: Vittor Lemos (de azul), Lucas Leung (de branco), Diogo Shibata (de preto) Lucas Nobeschi (suéter listrado) e Taciane Kanashiro (Oracle/Divulgação)

Programa de estágio da Oracle foi idealizado fora do RH por cinco funcionários e traz inovações que já começam nos requisitos para participar da seleção

Entre escutar do presidente da Oracle no Brasil, Rodrigo Galvão, em conversa informal que a multinacional de tecnologia buscava um jeito de inovar na área de pessoas e a apresentar de um projeto revolucionário para o programa de estágio foram apenas dois dias.

Quem conta é Lucas Leung, analista de marketing e porta voz do grupo de cinco jovens funcionários da Oracle, que idealizou o Generation Oracle. O programa está com inscrições abertas e tem a missão de formar a próxima geração de funcionários da companhia. Continuar lendo

Vai pedir demissão? Siga estes passos para continuar querido por todos

Especialistas ensinam a manter as portas abertas ao deixar um emprego

Seu maior desafio no trabalho atualmente é se livrar dele? Você não está sozinho. Um levantamento realizado no fim do ano passado com mais de 4 mil brasileiros pela Love Mondays, plataforma em que profissionais avaliam as empresas onde trabalham, mostrou que 70% desejam mudar de emprego.

Se você já fez o checklist completo (veja quadro no fim desta reportagem) e chegou à conclusão de que, realmente, não existem mais perspectivas futuras, é hora de partir. Mas qual a melhor maneira de fazer isso? Continuar lendo

A nova Lei Geral de Proteção de Dados e o recebimento de currículos

Esqueça o tempo onde inglês fluente, MBA e experiência profissional eram os principais pontos a serem analisados em um currículo.

De onde veio esse currículo? Como o dono do documento fará para atualizar os dados quando necessário? Por quanto tempo – e onde – eles serão armazenados?

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGDP), sancionada no ano passado e que entrará em vigor em agosto de 2020, trouxe, além do necessário panorama de privacidade no contexto brasileiro, uma nova perspectiva sobre a relação das empresas com os dados das pessoas físicas a que elas têm acesso. Continuar lendo

Como fazer um plano de cargos, carreiras e salários

Com o plano, funcionários sabem claramente o que devem desempenhar em suas funções, o que fazer para crescer na organização e a remuneração que cada cargo oferece

Para uma empresa, um plano de cargos, carreiras e salários pode ser um verdadeiro guia de gestão de pessoas. Detalhando cada posição de trabalho e sua remuneração, ele estabelece regras que orientam líderes e suas equipes. Com o plano, funcionários sabem claramente o que devem desempenhar em suas funções, o que fazer para crescer na organização e a remuneração que cada cargo oferece. Já empresa ganha uma ferramenta que auxilia na organização de sua estrutura e ainda pode contribuir para a motivação de funcionários. Na hora de elaborar um plano de cargos, carreiras e salários, alguns passos são fundamentais. Confira: Continuar lendo

3 dicas para medir o engajamento de um funcionário

O comprometimento do funcionário impacta diretamente diversas áreas dentro de uma empresa, desde a satisfação do cliente, produtividade, até a organização de custos. E com a escassez de mão de obra qualificada no mercado, é mais importante do que nunca tornar este engajamento uma prioridade.

No entanto, essa não é a realidade da maioria das empresas no Brasil. De acordo com uma pesquisa da SocialBase, 20% dos profissionais não estão felizes onde trabalham e buscam novas oportunidades. Além disso, outros 49% revelam que empreender será seu próximo passo na carreira. Ou seja, 69% dos profissionais buscam se recolocar de outra forma no mercado de trabalho. Segundo o estudo “Tendências Mundiais para o Capital Humano” da Deloitte, apenas 13% dos colaboradores estão realmente engajados. Continuar lendo

Erros de português pesam mais que falta de experiência na eliminação do candidato a emprego, diz pesquisa

Segundo dados levantados pela Catho, 34% são eliminados por erros de gramática, 25% por falta de experiência e 10% por falta de objetivos profissionais.

 

Para 34% dos recrutadores que participaram de uma pesquisa realizada pelo empresa de recrutamento online Catho, erros de português são o principal fator para eliminação de candidatos.

Segundo a pesquisa, erros de português no currículo podem representar falta de domínio do idioma, falta de atenção e displicência. Essa falha na revisão do principal documento entre candidato e entrevistador queima todas as chances de contratação.

Os outros fatores que fazem com que o currículo seja descartado imediatamente são:

  • 25% por falta de experiência
  • 10% por ausência de objetivos profissionais
  • 9% porque os candidatos moram longe da empresa
  • 9% por falta de apresentação visual
  • 9% por outros motivos
  • 3% por não ter formação superior ou cursos complementares
  • 1% pelo currículo ter mais de uma página

Ainda segundo o levantamento da Catho, um recrutador recebe em média de 30 a 50 currículos por vaga; desses, de 5 a 10 candidatos chegam a participar de uma entrevista com o recrutador.

Para a gerente da Catho Bianca Machado, o processo de recrutamento começa muito antes da entrevista, ou seja, quando os currículos começam a ser selecionados.

“Em um cenário de grande concorrência, o número de candidaturas para vagas está cada vez maior. É função do recrutador filtrar os candidatos e escolher aquele que se encaixa melhor ao perfil do cargo. Se queimar no primeiro contato por conta de erros de gramática não é perder uma oportunidade de entrevista, e sim várias. O currículo deve receber muita atenção antes de ser enviado ao mercado”, afirma.

Currículo ainda é essencial

Apesar dos diversos avanços tecnológicos para procurar emprego, a pesquisa ainda aponta que o formato do currículo não entrou em desuso.

Segundo os recrutadores, 75% afirmam que o material é muito importante para o processo seletivo, enquanto 25% afirmam ser importante. As opções “neutro”, pouco importante” e “não é importante” não foram marcadas por nenhum respondente. O que reafirma a importância de ter um currículo atualizado, bem preenchido e atrativo para o mercado de trabalho, segundo Bianca.

Continuar lendo

9 dicas para identificar seus pontos fortes e fracos

Essas dicas não são úteis só para suas entrevistas de emprego, mas para sua vida profissional e pessoal. Confira 9 dicas para identificar seus pontos fortes e fracos

  • Saber no que você é eficiente e no que não é significa ter controle sobre você mesmo.
  • Considere como você responde a situações que requerem ações, pensamento e reflexão.
  • Encontre coisas que surpreenderam você em ambas. Ou seja, em áreas que não “batem” entre as duas listas.

Saber no que você é eficiente e no que não é significa ter controle sobre você mesmo. Consequentemente, isso pode ajudar em inúmeros aspectos da sua vida pessoal e em conquistas profissionais. Além de, obviamente, auxiliar naquela pergunta desconfortável: “quais são seus defeitos e qualidades?” na hora da entrevista de emprego. Continuar lendo