Estudo revela as habilidades mais importantes na contratação de acordo com líderes

pexels-photo-4344340.jpeg

Foto por Edmond Dantu00e8s em Pexels.com

A organização mundial de educação corporativa Hult EF Corporate Education realizou um estudo com lideranças de 16 países que revelou quais habilidades são essenciais no Brasil e no resto do mundo. 

GIF Sertec_JackelyneB_300x300As lideranças brasileiras destacaram duas competências como as mais desejadas: tomada de decisões estratégicas e planejamento de negócios. Já no mundo, liderança e comunicação foram as habilidades consideradas essenciais para que os profissionais possam ter sucesso nos negócios. 

A pesquisa também aponta que existem duplas de habilidades mais valorizadas na hora da contratação que variam dependendo do nível de experiência dos cargos.

A pesquisa foi realizada com 1.188 profissionais em posições de comando em multinacionais. No Brasil, 68 líderes responderam à pesquisa, sendo 24 deles da indústria de software e 11 de finanças.

Além do Brasil, participaram da pesquisa Argentina, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Japão, México, Noruega, Espanha, Emirados Árabes, Reino Unido e Estados Unidos.

Além das habilidades, 27% dos líderes apontaram que, em dois, a maior parte do orçamento será voltado para o desenvolvimento priorizando as habilidades comportamentais em detrimento das habilidades técnicas.

kaballah mask

Para Eduardo Santos, Diretor Geral da Hult EF Corporate Education no Brasil, há uma tendência evidente de investimento nas capacidades pessoais dos profissionais por parte das empresas. “As soft skills, como são conhecidas, são menos suscetíveis aos avanços tecnológicos. Em outras palavras, a tecnologia não consegue substituir as habilidades pessoais”, explica.

O que são Soft Skills?

Soft Skills são habilidades comportamentais relacionadas à maneira como as pessoas lidam com diferentes situações. 

GIF-200x150Em inglês “soft” significa macio. Mas, neste caso, faz referência a “interpessoal”, ou seja, algo que vem de dentro das pessoas, da maneira de ser de alguém. Já a palavra “skill” pode ser traduzida de uma maneira literal, no caso, habilidade. Sendo assim, o termo “soft skills” pode ser definido como habilidades interpessoais.

As Soft Skills ganharam extrema relevância no mercado de trabalho nos últimos anos. Isso porque além de gerarem mais resultados para o negócio, também passaram a criar um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo.

Antes, boas empresas eram aquelas que tinham bons profissionais de perfil técnico, que dominavam o seu ofício e garantiam a qualidade da produção. Só que, no momento em que as empresas perceberam que lidavam com pessoas e não com máquinas programadas para produzir, as dinâmicas do mercado mudaram. Atualmente, demonstrar habilidades comportamentais, emocionais e sociais é tão importante quanto dominar a técnica.

Gif site (180 x 180 px) (1) (1)As Soft Skills são facilmente transferíveis de uma função para a outra. Se um profissional atua em uma área e precisa atualizar seus conhecimentos técnicos, como aprender uma nova linguagem de programação, ou ainda precisa fazer a transição para uma área completamente nova, suas capacidades comportamentais permanecem úteis.

Mas e as Hard Skills? 

Já as Hards skills são os conhecimentos técnicos adquiridos pela experiência, em cursos de formação específica ou em sala de aula.

A Coursera, uma das principais plataformas do mundo de educação digital, lançou um relatório com as habilidades em alta nas áreas de negócios, tecnologia e ciência de dados. Esses três setores são considerados por terem a maior popularidade entre cursos da plataforma.

Para determinar o ranking das dez habilidades em alta, a empresa analisou novas matrículas em cursos, buscar na Coursera e as tendências de buscas no Google.

labortime

Como apontado pelos especialistas, as habilidades técnicas são mais propícias a mudanças na economia, na tecnologia e no mercado de trabalho.

No Brasil, a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) prevê que algumas áreas de tecnologia terão um crescimento maior de demanda de profissionais de acordo com os investimentos previstos para cada uma.

Em primeiro lugar, a área de Big Data e Analytics se destaca com 26% dos empregos gerados na projeção dos próximos cinco anos. Se você está no início da carreira, o estudo da Hult EF Corporate Education mostra que uma estratégia importante para conseguir um emprego é reforçar a parte técnica do seu currículo. E observar as tendências do mercado ajuda a direcionar sua especialização.

Confira os rankings da Coursera com as competências técnicas em alta:

As 10 habilidades em alta em negócios

  • Software de análise de dados
  • Microsoft Excel
  • Gestão de orçamento
  • Economia comportamental
  • Gestão de processos de negócios
  • Marketing digital
  • Gestão de projetos
  • Design para negócios
  • Análise de dados

total-grupo-gif-180x180

As 10 habilidades em alta em tecnologia

  • Teoria de ciência da computação
  • Princípios de programação
  • C++
  • Programação C
  • JavaScript
  • Estruturas de dados
  • Desenvolvimento Web
  • Design e produto
  • Design gráfico
  • Matemática

As 10 habilidades em alta em ciência de dados

  • Programação em Python
  • Probabilidade e estatística
  • Econometria
  • Machine learning
  • Gestão de dados
  • Algoritmos de machine learning
  • Aplicação de Machine learning
  • Distribuição de probabilidade
  • SQL
  • Deep learning

Fonte: Rh Portal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s