O impacto da comunicação nos funcionários

    COMENTÁRIOS O avanço tecnológico permitiu o desenvolvimento de novos meios de comunicaçãoO avanço tecnológico permitiu o desenvolvimento de novos meios de comunicação.

Todavia, o processo comunicativo ineficaz entre o público interno das empresas, vem apresentando graves consequências, tais como: perdas financeiras, falhas no gerenciamento de mudanças, más condutas, menor retorno dos acionistas, aumento na ocorrência de acidentes, etc.

A comunicação, como parte essencial das experiências humanas e dos projetos empresariais, ao invés de funcionar como forte aliada, está sendo na atualidade um dos maiores impedimentos para que empresas e pessoas aproveitem/compartilhem suas habilidades ao máximo, em prol de objetivos e metas. Continuar lendo

As principais vantagens da terceirização de serviços

Atualmente, existe a possibilidade de se terceirizar quase tudo: segurança, portaria, recepção, limpeza, transporte, logística, contabilidade, entre outras áreas.

A terceirização de serviços e de mão-de-obra se tornou uma prática muito comum em condomínios, bancos, shoppings, indústrias e empresas de diversos portes e segmentos. Atualmente, existe a possibilidade de se terceirizar quase tudo: segurança, portaria, recepção, limpeza, transporte, logística, contabilidade, entre outras áreas.

As vantagens da terceirização são muitas e atraem muitas empresas. “Terceirizar é uma ótima solução para muitas empresas. Quando um condomínio, por exemplo, opta por este procedimento, os benefícios são enormes, tanto em relação à qualidade dos serviços, quanto aos custos menores”, afirma Josimar Tenório Lima, Gerente Operacional da JSERV MULTSOLUÇÕES. Continuar lendo

5 dicas de recolocação no mercado de trabalho

Em um mercado cada vez mais exigente, é fundamental investir no planejamento

 

São Paulo, maio de 2019 – Segundo informações divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente o desemprego no Brasil atinge 12 milhões de pessoas, sendo que o período médio de espera para o alcance de um novo emprego é de um ano e dois meses. Além de uma economia incerta, as constantes transformações mercadológicas advindas do avanço tecnológico presente na 4ª revolução industrial também são responsáveis por este fenômeno. Diante deste panorama, é necessário permanecer atento a fim de identificar as oportunidades de recolocação no mercado. Continuar lendo

Educação corporativa: forte aliada para uma gestão de pessoas estratégica

empresas preocupadas em oferecer condições para aprendizagem e crescimento profissional – também em termos acadêmicos – se tornam muito mais atrativasO Brasil depara-se com problemas estruturais ligados à falta de formação básica e qualificação profissional diante de altíssimos níveis de desemprego.

Mais de 12 milhões de pessoas encontram-se à procura de um emprego. E, quando falamos de nível superior, deve-se levar em conta que se forma, em média, apenas 0,5% da população de 18 a 24 anos, que teoricamente deveria estar cursando uma universidade. Além disso, o mundo vem passando por várias transformações, sendo que nossos desafios sociais, culturais e econômicos nunca foram tão complexos. Contar com profissionais altamente qualificados torna-se, portanto, vital. Continuar lendo

A nova era dos reembolsos de quilometragem nas empresas

A automatização de reembolso é uma ótima opção para quem almeja otimizar processos e não perder mais tempo com burocraciasA automatização de reembolso é uma ótima opção para quem almeja otimizar processos e não perder mais tempo com burocracias

Que a tecnologia está avançando cada vez mais com certeza você já sabe, não é mesmo? A boa notícia é que isso acaba facilitando inúmeros processos do dia a dia. E claro que não é diferente para as empresas, principalmente quando o assunto é reembolso de quilometragem. Ao contrário do que muitos imaginam, a tecnologia é uma grande aliada nesse caso.

Não se esqueça de que fazer o reembolso de quilometragem por meio de registros manuais pode causar muitos erros e, consequentemente, prejuízos, tanto para a empresa quanto para o colaborador. Continuar lendo

Escritórios abertos deixam os funcionários mais isolados

Estudo da Universidade de Harvard evidencia que quando as pessoas trabalham em ambientes sem divisões, a interação entre os colaboradores cai 70%, o que reduz a produtividade da empresa.Estudo da Universidade de Harvard evidencia que quando as pessoas trabalham em ambientes sem divisões, a interação entre os colaboradores cai 70%, o que reduz a produtividade da empresa.

ode parecer contraintuitivo, mas os espaços abertos nos escritórios, na realidade, fazem com que os funcionários interajam menos do que se estivessem em salas separadas. Essa é a conclusão de um estudo da Universidade de Harvard que avaliou o impacto da implementação de escritórios abertos em duas empresas listadas na Fortune 500. Segundo a pesquisa, a interação cara a cara entre os funcionários caiu 70% depois da mudança. Continuar lendo

Errou na contratação do profissional? A falha pode estar na entrevista

Especialista explica processo seletivo sob a óptica dos executivos que contratamEspecialista explica processo seletivo sob a óptica dos executivos que contratam

Hoje, eu quero falar sobre como é esse processo do nosso lado, dos executivos que contratam. Assim como os candidatos, acredito que nós também precisamos estar preparados para conduzir uma boa conversa e conseguir extrair o melhor do profissional no primeiro contato.

Abaixo, listo as cinco abordagens que considero prioritárias para entender com quem estou conversando e se a pessoa tem o perfil para a vaga. Continuar lendo

Palestrante Mário Simões se apresenta em Congresso de Tendências em RH

Acontece em São Paulo dias 28 e 29 de Maio no Hotel Transamérica em São Paulo o I CONGRESSO ABPRH DE TENDÊNCIAS DE RH.

O evento é promovido pela Associação Brasileira de Profissionais de RH e contará com a apresentações de prestigiados palestrantes entre eles Mário Simões que vem se apresentando Brasil afora e no exterior com grande sucesso!

Saiba mais:

Governo vai modernizar Normas Regulamentadoras de saúde e segurança do trabalho

Secretário Especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse que simplificação vai aumentar a produtividade e competitividade das empresas.

A primeira norma a ser revista será a NR-12, que trata da regulamentação de maquinário, abrangendo desde padarias até fornos siderúrgicos. A previsão é de que a nova NR do setor seja entregue em junho

As Normas Regulamentadoras (NRs) de segurança e saúde no trabalho vão passar por um amplo processo de modernização. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (9) pelo secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, na abertura da 31ª edição do Fórum Nacional do Instituto Nacional de Altos Estudos (Inae), no Rio de Janeiro. “Trazer investimentos para o Brasil passa pela criação de um ambiente propício, acolhedor e saudável para quem vai empreender. Por isso a importância da desburocratização e da simplificação de regras”, afirmou. Continuar lendo

Você tem potencial para se tornar um líder?

No mundo corporativo, você está exposto a uma grande quantidade de informações diariamente e, por isso, manter o foco pode ser considerado um impasse

 

Para muitos, definir um significado concreto da palavra liderança pode ser um desafio. Isso porque ele vai muito além de apenas uma função ou espírito de chefia, como nos informa o dicionário. Segundo James C. Hunter, autor do best seller “O Monge e o Executivo”, a liderança “é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente, visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum”. Porém, uma vez que a liderança é identificada como uma habilidade, outro questionamento mais profundo surge: é possível aprender tal capacidade ou já nascemos com ela? Continuar lendo

Comportamento agressivo no trabalho e as suas consequências

O comportamento agressivo inunda as organizações há muito tempo.

Apesar de hoje termos mais informação sobre os impactos da nossa comunicação e das nossas ações no ambiente de trabalho, são poucas as pessoas que, realmente, se preocupam em desenvolver comportamentos mais maduros.

Por que o comportamento agressivo ainda existe no trabalho?

Isto ocorre, em parte, pela cultura de agressividade que nos cerca. Racionalmente sabemos quais são os comportamentos adequados para se viver em sociedade, mas por presenciarmos inúmeros exemplos diários de agressão, podemos considerar, inconscientemente, isto como aceitável e, até mesmo, normal. Continuar lendo

O CID nos atestados: a empresa pode exigir?

Recentemente houve a publicação de uma decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que declarou ser ilegal a exigência de CID para o atestado médico ter validade e que é nula uma cláusula coletiva que previa a obrigatoriedade da informação sobre a Classificação Internacional de Doenças (CID) como requisito para o abono de faltas para empregados.

Na ação anulatória, o Ministério Público do Trabalho (MPT) sustentava que o conteúdo do atestado emitido por médico legalmente habilitado tem presunção de veracidade para a comprovação a que se destina e só pode ser recusado em caso de discordância fundamentada por médico ou perito. Esta decisão foi tomada no julgamento de um recurso ordinário interposto a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (PA-AP). Continuar lendo

Estas são as razões que atrapalham sua promoção na empresa

Profissionais que se mostram dependentes da empresa correm o risco de deixar sua carreira nas mãos de gestores amedrontados

Vivemos um período de transformação intensa na sociedade e uma das mudanças mais significativas está na gestão de carreira. Desde o início da industrialização, priorizou-se o modelo em que o rumo dos profissionais era definido pelas organizações.

A pessoa ingressava em uma empresa e lá se desenvolvia. A carreira seguia por um caminho definido e previsível. Apresentando bons resultados e fazendo as alianças corretas era possível se aposentar na companhia. Continuar lendo

ESTRATÉGIA: O impacto da comunicação nos funcionários

O avanço tecnológico permitiu o desenvolvimento de novos meios de comunicação. Todavia, o processo comunicativo ineficaz entre o público interno das empresas, vem apresentando graves consequências, tais como: perdas financeiras, falhas no gerenciamento de mudanças, más condutas, menor retorno dos acionistas, aumento na ocorrência de acidentes, etc. Continuar lendo

As vantagens da entrevista de emprego humanizada

Humanizar os processos seletivos é tendência na Gestão de PessoasO alto índice de desemprego tem dominado o país nos últimos anos. De acordo com dados do IBGE, o Brasil fechou 2018 com 12,1 milhões de pessoas sem trabalho.

 

E como esse obstáculo pode afetar a vida profissional de muitos brasileiros – mesmo aqueles que possuem uma formação, já que ensino superior não garante sucesso atualmente – surgem sentimentos de insegurança e medo na hora de uma entrevista de emprego. Porém, qual a melhor forma de se preparar para não cair na armadilha do nervosismo, além das famosas “pegadinhas” dos recrutadores na hora “H”? Continuar lendo

Como o plano de saúde pode cuidar do bem estar do colaborador

O plano de saúde empresarial serve para solucionar situações de imprevistos. Acidentes dentro da empresa podem ocorrer e amparar o colaborador, nesse momento, é de extrema importância.

Existem muitos planos de saúde no mercado para a sua livre escolha. Cada um com uma característica e itens importantes a serem contratados. Continuar lendo

Como esta empresa usou selfies para ser mais amada pelos jovens

Selfie: “A quantidade de interações explodiu, e a ação foi muito elogiada, principalmente pelos jovens” (Caiaimage/Robert Daly/Getty Images)

Na Sicoob Credicitrus era proibido postar fotos de dentro da companhia até 2018. No entanto, uma medida fez explodir o compartilhamento e a interação nas redes sociais.

Veja o que os jovens acham de trabalhar na Sicoob Credicitrus, que ficou entre as 45 Melhores Empresas para Começar a Carreira

Este texto faz parte do anuário VOCÊ S/A – As Melhores Empresas para Começar a Carreira 2018, publicado em dezembro de 2018 (ed. 247), com informações levantadas entre os meses de junho e setembro do ano passado.  Continuar lendo

Empresa é condenada por humilhar funcionário que ia muito ao banheiro

Positivo Tecnologia terá que pagar R$ 3 mil de indenização por danos morais a analista de suporte que era ridicularizado por supervisor e colegas

A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou a Positivo Tecnologia, de forma unânime, a pagar R$ 3 mil de indenização por danos morais a um funcionário. O analista de suporte era ridicularizado pelo supervisor por ir ao banheiro com mais frequência que os colegas.

O funcionário afirma que ‘sofria frequentemente humilhações públicas e ameaças de demissão motivadas pelo incômodo do supervisor’. Continuar lendo

Exame toxicológico ajuda a diminuir o índice de acidentes nas estradas do país

Desde que a lei entrou em vigor em 2016, houve uma redução de 40% no número de acidentes com veículos pesados

Desde que a lei entrou em vigor em 2016, houve uma redução de 40% no número de acidentes com veículos pesados

Em 2016, entrou em vigor a Lei Federal13.103 que tornou obrigatória a realização do exame toxicológico para emissão e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C, D e E, e na admissão e desligamento de motoristas contratados pelo regime CLT. Este exame tem destaque principalmente entre os caminhoneiros, visto que muitos ainda tem resistência em fazê-lo, devido a utilização de substâncias ilícitas, para se manterem acordados.  Continuar lendo

DO BENEFÍCIO DA JUSTIÇA GRATUITA E SUAS REPERCUSSÕES PROCESSUAIS

Em um passado não muito distante, antes da vigência da lei 13.467/2017, muito conhecida como “reforma trabalhista”, o risco de o reclamante arcar com as custas processuais era ínfimo, visto que a mera declaração de hipossuficiência, vulgarmente denominada como declaração de pobreza, bastava para comprovar que não possuía condições de custear as despesas processuais sem prejuízo do sustento próprio e de sua família.

Em virtude dessa simplicidade, muitas vezes até mesmo aqueles empregados que auferiam altas remunerações, cujo valor era exorbitantemente acima média da população, eram contemplados com o benefício, o que acabava estimulando o ingresso de ações, pois, ainda que não se obtivesse bônus, também não acarretaria ônus. Continuar lendo