Remuneração Estratégica: por que implantá-la?

Quantas vezes um colaborador se pergunta se está sendo remunerado adequadamente? Se vale a pena ou não continuar na empresa? Quantas vezes ouve-se reclamações e desmotivação pela incompatibilidade de valores com o mercado ou aquele sentimento comum de que falta algum outro reconhecimento por seu trabalho? Se você atua na área de gestão de pessoas ou RH, provavelmente já se deparou com a questão: quais benefícios devo oferecer para os meus colaboradores e como reter os verdadeiros talentos da minha empresa?

Mas pode ser que algo esteja passando despercebido. Já pensou que, talvez, você não esteja enxergando a pessoa e o profissional que há por trás de cada um de seus colaboradores? E se cada um possui um perfil diferente, uma bagagem diferente, trazem competências e resultados diferentes, o correto seria remunerá-los de acordo, certo? Acontece que esta não é uma tarefa fácil. E é exatamente por isso que você precisa saber como implantar as técnicas de uma remuneração estratégica.

O Bestway Group separou alguns tópicos que vão te ajudar a entender o assunto!

Quer aplicar mais estratégias no dia a dia da sua empresa? Fale com um de nossos especialistas!

O que diferencia a remuneração estratégica?

De acordo com a consultoria Great Place to Work, que todos os anos aponta as melhores empresas para se trabalhar, a remuneração oferecida entre as grandes vencedoras está, na maioria das vezes, acima do mercado. Em meio a um cenário de instabilidade financeira e competitividade, a remuneração é, sem dúvidas, um dos principais fatores motivacionais para os colaboradores.

Mas este não é o único. Aliás, quando falamos em “remuneração”, ela vai além de um salário. Hoje em dia, os colaboradores buscam mais: desenvolvimento, chance de se aliar aos objetivos da empresa e mais reconhecimento diante de seu valor para ela. É neste contexto que entra a remuneração estratégica, quando a organização passa a oferecer maneiras diferenciadas de estimular o profissional a expandir suas competências, seu talento e, consequentemente, seu desempenho.

Ações estratégicas e remuneração variável

Fuja do convencional! Aposte em novas ações que influenciem na motivação de seus melhores colaboradores. E a lógica? É simples. Basta avaliar os talentos, aquelas pessoas que trazem maior resultado para a sua empresa, e que, portanto, merecem receber benefícios diferenciados.

A remuneração variável, por exemplo, se encaixa na ideia de remuneração estratégica, uma vez que oferece bônus com base em resultados, sejam eles individuais ou em equipe, ou através da participação nos lucros. As habilidades e competências, que muitas vezes vão além daquelas exigidas pelo cargo e pelas funções, também podem ser retribuídas. E não se esqueça de ações que envolvam qualidade de vida, como academia, programas de alimentação ou massagem, e até outros benefícios sociais, como inclusão em clubes, passeios e gratificações.

É possível, ainda, que as empresas estipulem metas e ofereçam incentivos para que elas sejam cumpridas. Mas vale lembrar que de nada adianta implantar esse tipo de estratégia se não houver um profissional preparado para acompanhar esse processo. Muitas vezes, algumas ferramentas podem otimizar o trabalho da gestão de pessoas e até mesmo reunir profissionais com os mesmos objetivos e incentivar o engajamento entre eles.

Como implantar a Remuneração Estratégica?

Sabemos o quanto pode ser difícil estabelecer um novo sistema de remuneração dentro da organização, mas, se a sua empresa souber exatamente onde quer chegar e quais tipos de profissionais faz questão de manter por perto, acredite, meio caminho já terá sido andado.

 

Primeiramente, faça uma pesquisa salarial de mercado e compare com a remuneração atual da sua empresa. Está compatível? Não? Se não é possível modificar o salário-base, por que não incentivar os colaboradores com algo a mais? O importante é que haja o entendimento do cenário, do porque é tão essencial que exista um pacote de benefícios, uma remuneração estratégica, e quando, de fato, vale a pena investir nela.

Não adianta nada pensar na oferta de um hiring bônus para executivos, por exemplo, se isso for comprometer o orçamento da sua empresa e afastar outras pequenas ações que poderiam valorizar a participação de outros profissionais, que já estão desenvolvendo habilidades e se tornando potenciais talentos dentro da organização.

Geralmente, a remuneração ainda estará atrelada a outras estratégias do negócio, e por isso torna-se fundamental avaliar os objetivos da empresa e dos próprios colaboradores, que devem estar em equilíbrio. Desta forma, a comunicação será mais assertiva e, ao utilizar a remuneração como uma ferramenta estratégica, os colaboradores irão se sentir muito mais motivados, enquanto a gestão de pessoas, do outro lado, poderá visualizá-los e beneficiá-los de forma muito mais justa.

Precisa de ajuda para definir um plano de remuneração estratégica em sua empresa, incluindo as melhores ações, técnicas, programas e prazos? Deixe seu comentário, entre em contato, conte com o BWG!

E para reforçar nossa especialidade no assunto, também marcamos presença como patrocinadores do evento “Remuneração Estratégica e Benefícios”, que acontecerá no dia 5 de setembro, em São Paulo, e apresentará algumas das melhores práticas e políticas de remuneração, benefícios e programas do Brasil.

Conheça o congresso!

 Para conferir o conteúdo original acesse este link: http://www.bwg.com.br/bestwaygroup/remuneracao-estrategica-por-que-implanta-la/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s