Ganhe seu “like” no processo seletivo

redesEstá cada vez mais difícil conhecer alguém que não tenha um perfil nas redes sociais.

Usadas principalmente como meio de contato com amigos e mural de publicações, onde é possível expor opiniões e comportamentos, tornaram-se mais uma forma dos recrutadores avaliarem os candidatos em um processo seletivo.

Em uma pesquisa feita pela Catho, 33% dos profissionais responderam que acreditam que o comportamento nas redes sociais podem impactar as avaliações nos processos seletivos. Essa também é a opinião da maioria dos recrutadores e profissionais de RH: “A checagem de informações em perfis nas redes sociais é algo cada vez mais comum em processos seletivos, o que leva os profissionais a estarem mais atentos ao que postam nesses canais”, afirma Murilo Cavellucci, Diretor de Gente e Gestão da Catho.

A dica para não passar uma imagem negativa que prejudique seu julgamento na busca por emprego é estar sempre atento ao que publica e ao que é marcado pelos amigos. Postar em uma rede social é uma eficiente maneira de contar sobre sua personalidade e causas que apoia, mas é preciso que isso seja feito com cautela. Na dúvida se aquele conteúdo vai ser ou não bem visto por possíveis parceiros profissionais, é melhor deixar a publicação restrita somente para amigos. Caso tenha contatos profissionais na sua rede, a atenção deve ser dobrada, já que deixar o post restrito não é suficiente para escapar destes olhares.

Dentre as publicações que podem refletir avaliações negativas, deve existir maior prudência antes de aparecer em fotos com bebidas, cigarros e roupas de banho. Nos debates, certifique-se de que sua opinião não gera incômodo para algum grupo de pessoas, se não é discriminatória ou polêmica. Assuntos relacionados à política, religião e similares são mais delicados. Algumas pessoas podem discordar da sua visão e, em alguns casos, passarem a ter certa desafeição.

Embora esteja acontecendo cada vez mais frequentemente, para 27% dos profissionais, as redes sociais não impactam em uma eventual contratação. Para os outros 40%, a exposição na internet interfere razoavelmente ou muito pouco no desempenho dentro da seleção.

Considerando ou não as dicas sobre o comportamento, as redes sociais também podem ser usadas como ferramenta na busca por recolocação e desenvolvimento profissional. É cada vez mais comum encontrar oportunidades em grupos ou páginas relacionadas a carreira e estar presente e atento nessas ocasiões é fundamental. Muitos debates focados em áreas de atuação, ideias e conteúdos podem te ajudar a evoluir como profissional.

Fonte: Carreira & Sucesso bloggif_580e021844191

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s