Redes sociais podem funcionar como um CV?

 

 

 

pexels-photo-3861964.jpeg

Foto por ThisIsEngineering em Pexels.com

As redes sociais estão no cotidiano das pessoas, sejam elas jovens ou não, candidatos e recrutadores. E com a sua popularidade e características diferentes, muitas pessoas percebem que divulgar o seu CV, trabalhos e falar mais sobre seu profissionalismo pode ser uma boa ideia.

E se você é uma dessas pessoas, que utiliza as redes para chamar a atenção dos recrutadores, venha descobrir como unir interação e mercado de trabalho de forma eficaz e também os pontos de atenção ao inserir o seu currículo na internet.

GIF Sertec_JackelyneB_300x300Baixe os nossos Modelos de Currículo 

Como posso usar as redes sociais para divulgar o meu CV?

Com a chegada das redes sociais, ficou cada vez mais fácil e prático criar interações, mostrando seu cotidiano ou até mesmo seu trabalho. Essas redes de contatos, que até podem ser internacionais, fez surgir uma nova tendência: a divulgação do currículo e vida profissional a fim de chamar atenção das empresas.

O crescimento desse tipo de conteúdo se tornou tão grande que hoje em dia é possível criar perfis profissionais. E isso auxilia tanto empresas, recrutadores e candidatos, criando pontes virtuais.

Além de network, ao criar um perfil nas redes sociais, quem busca por oportunidades pode fazer postagens voltadas mais para o mercado de trabalho e sua área de atuação. Veja então dicas para você ressaltar o seu “eu profissional” na internet:

 1. Dados e compartilhamento do currículo

Não há necessidade de inserir o seu currículo nas redes, mas caso queira, não deixe mostrar o seu endereço completo e nem número de documentos (RG e CPF, por exemplo), dados que também não são necessários ao criar um CV. Tome cuidado para que essas informações importantes não sejam divulgadas.

bloggif_5a7c5307e59cd (1)Além dos dados pessoais, muitas pessoas estão inserindo o link de suas pastas que ficam na nuvem para que os recrutadores vejam o documento online, como um portfólio. Essa prática pode até parecer benéfica, mas compartilhar um espaço onde você também guarda dados de banco, documentos importantes e fotos pode ser bem perigoso. Certifique-se que está tudo em ordem com as permissões de acesso da sua conta!

Ao criar um CV na versão digital, salve em formato PDF para que ninguém possa alterar o seu documento. E se for linkar com algum perfil, que seja apenas profissional ou aqueles voltados para divulgar o seu trabalho.

2. Erros no documento e nas postagens 

Tome cuidado também com os erros no documento, pois a ortografia é algo bem avaliado em um processo seletivo. Utilize ferramentas gratuitas do seu computador para verificar esses errinhos e postar algo bem escrito.

GIF-200x150Já ao criar postagens nas redes, tenha alguns cuidados e boas práticas, como: seja comunicativo, não use linguagens ofensivas, não exponha opiniões que podem ser mal vistas, compartilhe e/ou crie conteúdos sobre sua área de interesse ou de interesse geral. Assim você sempre alimentará o seu perfil e se tornará destaque.

Um outro método eficaz de chamar a atenção em suas postagens é criar diferentes tipos de escrita. Em um post profissional, utilize algo mais sério ou sem exagero, faça uma comunicação informativa e que desperte a curiosidade dos leitores e a sensação de que você está sempre bem informado.

kaballah mask

3. As redes são como um livro aberto 

Seja verdadeiro em seu CV, pois há recrutadores que navegam nas redes em busca de suas experiências profissionais. Hoje, se algo é postado, se torna público e fácil de encontrar.

Colocar informações que não condizem com a sua realidade de trabalho nunca é bacana. Não há porque mentir em uma entrevista, pois cada profissional tem sua experiência e vivência particular, e isso conta muito para uma empresa.

Gif site (180 x 180 px) (1) (1)4. Diferentes perfis nas redes

Não confunda os perfis profissionais com os pessoais. Saiba diferenciar suas publicações, pois certas coisas não são bacanas de serem divulgadas para contatos profissionais olharem.

Contar mais sobre o seu dia, falar sobre suas opiniões e mostrar o que está fazendo de legal no final de semana é interessante para os amigos. Já para aqueles que irão te contratar, tente mostrar o seu avanço profissional, como por exemplo, certificados e experiências com trabalhos voluntários, estudos, experiências culturais e afins.

5. Adicionar e seguir as empresas

Se torne amigo das empresas, mas não tão próximo assim! Parece até confuso, mas a maioria das marcas criam perfis nas redes sociais e isso é bom para a aproximação dos clientes.

total-grupo-gif-180x180Por outro lado, não fale com elas como você interage com amigos ou até mesmo vá nas redes para xingá-las. isso pode fazer você ser desclassificado se tiver em um processo seletivo, sabia?!

Se está descontente com algum serviço, utilize as conversas particulares das redes para tentar resolver da melhor forma. Caso isso seja complicado, faça postagens amigáveis, explicando bem a sua reclamação e não a difamando, pois tudo que você publica, ficará registrado para os recrutadores darem uma olhada!

Fonte: Carreira & Sucesso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s