Estados e prefeituras suspendem pontos facultativos de Carnaval; saiba mais

Foto por Polina Zimmerman em Pexels.com

Após cancelamento das festas locais, gestores anunciam expediente regular para o período

O mês de fevereiro chegou e, em outros tempos, já estaríamos nos preparando para a maior festividade popular do Brasil. Mas em meio à pandemia do novo coronavírus, o Carnaval de 2021, previsto para a semana entre os próximos dias 15 e 19, será bem diferente.

As tradicionais festas de rua das grandes capitais, como o popular desfile das escolas de samba no Rio de Janeiro, foram canceladas como medida para reforçar as restrições de distanciamento social e evitar o agravamento da crise sanitária no país.

E apesar de a União ter determinado pontos facultativos para os órgãos públicos federais na segunda (15/2) e na terça-feira (16/2) de Carnaval – decisão válida também para até as 14h da Quarta-feira de Cinzas (17/2) -, várias cidades, incluindo pólos reconhecidos da festividade, optaram pela suspensão desses pontos, tratando o período como uma semana normal de trabalho em suas repartições para evitar aglomerações e viagens.

Atendendo a uma recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus, entidade local formada por especialistas como médicos, cientistas e professores, o governo do Estado de São Paulo e a prefeitura da capital paulista decidiram suspender os pontos facultativos dos dias 15 a 17, confirmando expediente regular para o período. Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Recife (PE) e Salvador (BA) anunciaram a mesma medida, válida em seus respectivos Estados, e já adotada também por Acre, Amazonas, Goiás, Pará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia e Sergipe, segundo dados do Fórum de Governadores.

Até o momento, a prefeitura do Rio de Janeiro (RJ) mantém a definição da terça-feira de Carnaval (16) como feriado, com ponto facultativo na segunda (15), mas se especula que a gestão de Eduardo Paes (DEM) a revise e siga a tendência observada no resto do país para inibir a realização de festas clandestinas. Na semana passada, mais de 150 blocos de rua e ligas carnavalescas do Rio divulgaram um manifesto recomendando que os foliões permaneçam em casa durante as datas, mantendo os cuidados de distanciamento social contra a Covid-19.

Fonte: Administradores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s