As habilidades necessárias para buscar um novo emprego vão além de um bom currículo

Quando uma pessoa vai para o mercado de trabalho a primeira coisa com que se preocupa é o currículo.

Se as funções estão claramente descritas, se o histórico profissional é adequado para a vaga e se todos os cursos extras vão agradar ao contratante. Porém, o que poucos sabem é que contratar um novo colaborador vai além de um bom currículo.

Você já parou para pensar no quanto a atitude das pessoas influencia no momento da conquista de uma vaga? E no quanto uma boa conduta colabora para o desenvolvimento de uma carreira?

A maneira mais eficaz de contratar e reter talentos nas organizações é garantir que a companhia não só contrata pessoas que têm a experiência e as habilidades necessárias ao exercício da função, mas que principalmente têm as atitudes que se encaixem na cultura organizacional e na equipe.

Os valores de um indivíduo e, consequentemente suas atitudes, se refletem na forma como interage com colegas e clientes e como executa seu trabalho ou toma decisões. Padrões de comportamento anteriores tendem a se repetir e podem determinar se um candidato é a melhor escolha para a empresa ou não.

Confira, abaixo, os cinco comportamentos que devem ser observados no momento de avaliar um profissional para a sua equipe:

1. Incapacidade de trabalhar em equipe

É difícil pensar em algum cargo que não demande uma atuação em equipe ou, ao menos, do auxílio de outros colegas de trabalho. A incapacidade de se trabalhar em conjunto, portanto, é um termômetro para que colaboradores se destaquem em suas funções ou não. Afinal, se não há união e respeito entre colegas, os negócios não conseguem ir para frente.

2. Dificuldade de lidar com ambiguidades

Seja no trabalho ou fora dele, pessoas enfrentam rotineiramente situações ambíguas ou incertas. Problemas cujas soluções não estão evidentes. Novas demandas, novas tecnologias, volatilidade da economia. Estudos estimam que 90% das situações com as quais os gestores lidam diariamente são de alguma forma ambíguas ou incertas. Assim, a capacidade de navegar em um ambiente incerto com um nível aceitável de estresse e/ou ansiedade é sem dúvida fundamental nos dias de hoje.

3. Não reconhecer seus erros e não sugerir soluções

É compreensível que pessoas se sintam frustradas quando cometem algum erro no ambiente de trabalho. Pode acontecer com qualquer um. Mas a situação fica complicada quando o colaborador não reconhece tais atitudes e não se abre ao diálogo para tentar encontrar soluções para o ocorrido. Além de um aprendizado, o reconhecimento de falhas colabora com o crescimento profissional.

4. Capacidade de aprender a partir das próprias experiências

A maioria de nós é razoavelmente bom em aplicar conhecimentos adquiridos e em utilizar soluções que já funcionaram anteriormente. No entanto, a capacidade de fazer coisas pela primeira vez é uma habilidade e um diferencial. Poder usar conceitos e experiências para aprender novas formas de fazer as coisas e melhorar é uma habilidade necessária em um mundo onde as mudanças estão cada vez mais rápidas. Querer tomar o risco de tentar, de ousar fazer diferente, é uma atitude importante nos dias atuais.

5. Falar mal de empregos ou oportunidades anteriores

Falar mal de algo ou alguém não é bem visto em nenhuma situação. Seja entre amigos, familiares ou, principalmente, colegas de trabalho e superiores. Experiências ruins moldam nossas carreiras e nos motivam a procurar por algo novo, mas elas não devem ser discutidas de maneira a expor uma empresa ou alguém. Tais atitudes podem comprometer um colaborador e dar a falsa ideia de que ele pode falar o mesmo sobre as pessoas com as quais trabalha atualmente.

Pode parecer que os comportamentos acima listados tenham menos importância que anos de experiência ou títulos universitários, mas pare para reparar um pouco melhor nas atitudes de seus colegas, superiores e, principalmente, nas suas! A influência que o comportamento correto exerce no ambiente de trabalho e no desempenho individual pode te surpreender – e muito! -, sobretudo alavancar a sua carreira.

Por Mariane Guerra, Vice-presidente de Recursos Humanos Latam da ADP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s