Cultura organizacional: até que ponto podemos influenciá-la?

Você já parou para pensar o quanto você pode contribuir no ambiente organizacional?

Percebemos que existe uma tendência de algumas pessoas saírem do ambiente corporativo em busca de fazer a diferença, em serem mais felizes e de contribuir para a construção de uma sociedade melhor. Esse caminho é lindo e louvável, mas há de se pensar que não precisamos mudar o cenário para fazer algo que acreditamos. Aquilo que somos deve ser refletido em qualquer lugar que possamos estar. Esse é o nosso grande desafio, que deve ser diário.

São nos ambientes mais desafiadores que podemos demonstrar como podemos fazer a diferença, seja pelas nossas atitudes ou pelos nossos pequenos gestos. Muitos destes gestos, podem até passar despercebidos por um bom tempo, mas aos poucos começa a se delinear como um grande diferencial.

Você deve estar se perguntando: Como isso é possível na prática?

Basta estarmos atentos e bem-intencionados neste movimento!

Seguem algumas reflexões:

1. Indicar aquele livro que você está lendo que poderá ajudar seu colega a rever um comportamento;

2. Simplesmente ouvir alguém que esteja precisando compartilhar alguma questão específica;

3. Comentar que você está praticando uma atividade física ou meditação e influenciar alguém a usufruir dos mesmos benefícios, caso isto faça sentido ao outro;

4. Colocar uma mensagem no mural ou em outro meio disponível para que algumas pessoas possam refletir a respeito;

5. Trazer um conjunto de cartas com reflexões e deixar em sua mesa de trabalho para que alguém possa ler em algum momento;

6. Dar um bom dia olhando para as pessoas, ou até mesmo demonstrando seu carinho com a troca de um abraço;

7. Oferecer ajuda para aquele seu amigo que está bem preocupado com um projeto que precisa terminar;

8. Indicar ou se oferecer para dar uma palestra ou curso sobre determinado tema, que você identifique que contribua para a melhoria de alguma situação;

9. Trazer alguma guloseima que você saiba preparar para a equipe, ou deixar um bombom na mesa de um colega de trabalho;

10. Conhecer e se interessar pela história de vida de alguém, ou mesmo, perguntar sobre algum integrante de sua família;

11. Agradecer, Agradecer, Agradecer sempre que tiver oportunidade;

12. Ter sempre pontos positivos para destacar e comunicar sobre alguém;

Poderíamos aqui ficar listando mil e uma possibilidades. O objetivo de apresentarmos esta lista é para que você identifique como pequenas ações, tão simples, podem contribuir significativamente para a melhoria de seu ambiente organizacional. Quem é o ambiente organizacional, senão cada um de nós? Pessoas interagindo o tempo todo com pessoas.

Hoje reclamamos de tudo, e sempre encontramos um culpado para as situações adversas que encontramos no dia a dia. Não paramos para perceber a importância de nosso papel e de nosso impacto na construção de cenários mais promissores, seja em nossa família, em nossa organização, em nossa comunidade, em nosso estado ou em nosso país.

Quando alguém me diz “minha equipe não está legal”, “meu líder não me apoia”, “a empresa não me valoriza”, minha pergunta sempre é a mesma: “O que você está fazendo para mudar esta situação? ”. Você faz parte deste resultado, você não é alguém apartado desta situação.

Queremos muitas vezes mudar de cenário, mas muitas vezes não queremos mudar os nossos comportamentos, nossos hábitos, ou mesmo adotar posturas mais contributivas. Sempre haverá oportunidade para revermos algum comportamento ou algum hábito.

Encontramos muito o discurso de “quero fazer a diferença”, “quero me tornar um ser humano melhor” e sabemos que quando olhamos para algo, o mesmo se modifica, imagina então se tivermos uma ação direta em relação a uma determinada situação. As nossas escolhas e nossos comportamentos podem sim impactar uma cultura organizacional e, mais do que isto, tornar-se referência para muitas outras. Imagina nosso poder de atuação em nosso dia a dia. Isso é incrível, e nem nos damos conta!

A cada dia quando acordamos podemos pensar: “Que legado queremos deixar? ”

Sempre há tempo de mudar, e quando você muda tenha certeza que seu entorno mudará.

A cultura organizacional não é fruto de uma empresa, e sim de pessoas.

Que tipo de pessoa você tem escolhido ser?

Sempre há tempo…

Você que está lendo este artigo, o que começará a fazer a partir de agora?

Para iniciar, observe neste momento o seu colega de trabalho que está bem ao seu lado. Você pode estar há anos ao lado dele, sem realmente nunca o ter visto em sua essência.

Os começos são sempre genuínos, mas são os responsáveis por travar mudanças significativas.

Fonte: Profissional & Negócios 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s