10 erros que todo mundo comete em currículos (e você pode evitar)

curriculointeressanteFuja das principais armadilhas na hora de montar o seu CV e aprenda a criar um documento que vai valorizar o seu perfil e chamar a atenção dos recrutadores

Montar o curriculum pode ser um grande desafio para quem está procurando o primeiro emprego. Surgem sempre algumas dúvidas sobre a necessidade de colocar ou não determinada informação. Nessa hora, é importante não cair em armadilhas: muitas técnicas ainda difundidas são retrógradas e atrapalham a seleção do candidato para uma entrevista de emprego de acordo com as exigências atuais do mercado.

O currículo é primeiro contato do recrutador com o candidato. Segundo a Harvard Business Review, os empregadores levam em média sete segundos para ler o documento. Cada informação e a forma como são expostas fazem a diferença para se destacar de seus concorrentes.

Já de cara, se dados importantes ficaram ausentes ou não foram abordados corretamente, os recrutadores logo descartam seu currículo, e você perde a oportunidade de demonstrar que tipo de profissional você é.

Confira a seguir quais são os erros mais comuns ao montar o currículo e como evitá-los:

1. Falta de planejamento
A maioria das pessoas utiliza um modelo padrão de curriculum indicado por parentes, amigos ou baixado da internet. Em seguida, simplesmente colocam seus dados no documento e encaminham para a vaga desejada. Mas esse primeiro contato entre candidato e recrutador merece um tratamento melhor se o objetivo for se destacar entre os concorrentes.

2. Não considerar a vaga ou perfil da empresa
Outro problema ao se limitar apenas a preencher superficialmente um modelo de curriculum é não levar em consideração as exigências da vaga ou mesmo com o perfil da empresa em que você pretende trabalhar. Cada organização tem sua visão, missão e valores. Somente aqueles candidatos que tiverem mais afinidade com essa cultura serão selecionados.

3. Fazer autoavaliação
Falando sobre habilidades e competências, certamente você já deve ter sido orientado a listá-las em um tópico específico de seu curriculum. Por exemplo: automotivado, esforçado, criativo, proativo… Isso, porém, é uma avaliação, tarefa que cabe apenas ao recrutador em um processo seletivo. Outro problema desse (mau) hábito nos currículos é que as características não costumam ser acompanhadas de justificativa. Por exemplo, o que você fez para se considerar proativo?

4. Ausência de objetivo
Muitos candidatos optam por não colocar um objetivo no curriculum na esperança de se encaixar em qualquer vaga da empresa. Definir esse tópico é importante para demonstrar que você tem efetivamente um plano de carreira e sabe aonde está indo. O mesmo vale para quem costuma colocar mais de um objetivo, principalmente quando eles não têm nada em comum entre si. Isso somente demonstra falta de foco.

5. Não ser direto
No curriculum, você tem pouco espaço para colocar informações relevantes. Pense no documento como uma vitrine de loja, que reúne os principais produtos para atrair o consumidor. Da mesma forma, o CV deve oferecer uma síntese de suas competências mais adequadas ao perfil da vaga.

6. Colocar informações desnecessárias
Incluir informações desnecessárias também prejudicam a objetividade do curriculum. Dados como endereço, numeração de documentos ou cursos e palestras que não agreguem valor profissional ao seu CV devem ser desconsiderados. O mesmo vale para foto – somente anexe-a se for solicitado. Até porque isso e outros dados serão solicitados em outros momentos do processo seletivo.

7. Esquecer dados para contato
Telefone e e-mail devem fazer parte do curriculum. Afinal, é por meio deles que o recrutador o convidará para participar da entrevista. Mantenha-os sempre atualizados para não perder oportunidades.

8. Utilizar clichês
As frases de efeito e clichês tendem a ser muito superficiais. Quem os utiliza demonstra apenas que está replicando determinada informação, sem analisá-las ou trazê-las para seu contexto. Segundo um estudo do site de recrutamento Career Builder, o uso de algumas expressões pode ser determinante para o selecionador desistir do candidato. Entre elas estão: pensar fora da caixa, sinergia, líder nato, movido por resultados, trabalha bem em equipe, dinâmico, motivado, detalhista, proativo.

9. Não revisar o curriculum
Erros de gramática e digitação, bem como falta de coesão e coerência textuais são responsáveis por eliminar muitos candidatos logo no processo de seleção do curriculum. Eles demonstram desleixo e falta de interesse.

10. Mentir
Para se destacar entre os concorrentes ou atender exigências da vaga, muitas pessoas colocam formações ou experiências que não têm de fato. Mentir o nível de idiomas é o erro mais comum. Além de ser uma atitude antiética, você terá que provar na prática seus conhecimentos. Isso não somente o fará perder a vaga como o descartará sua participação em próximos processos seletivos.

Fonte: EXAME bloggif_580e021844191

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s