Veja 5 motivos para não dizer que é perfeccionista durante a entrevista

entrevistaokA palavra perfeccionista já foi muito bem vista nas entrevistas de emprego, mas seu uso excessivo e até mesmo em situações erradas fez com que ela virasse um jargão, que não diz nada sobre o profissional e suas habilidades.

Segundo especialistas ouvidos pelo portal G1, destacar o perfeccionismo durante a entrevista não é sinônimo de competência ou de bons resultados. “A palavra traz muito pouco sobre a personalidade e competência. Denota falta de criatividade e falta de conhecimento. Existem sinônimos para ela que cabem melhor em uma auto avaliação”, afirma Ricardo Haag, gerente-executivo da Page Personnel.

Gabriela Colo, parter da Havik, lembra que muitos candidatos classificam o perfeccionismo como um defeito. “Se pensarmos de forma geral, perfeccionismo não seria um defeito, e sim uma qualidade. Ou seja, soa um pouco estranho, dentre tantos pontos a desenvolver, alguém citar perfeccionismo como seu principal defeito. Não gera credibilidade”, ressalta.

Os especialistas listaram 5 motivos para que os profissionais não utilizem a palavra durante a entrevista. Veja abaixo:

1) Palavra não diz nada sobre qualidade ou competência
Ser perfeccionista não é sinônimo de bom profissional ou de entrega de resultados.”Dizer que é perfeccionista pode ser percebido pelo entrevistador como uma resposta evasiva e rasa”, afirma Ricardo Haag.

2) Palavra se tornou um jargão
O uso do perfeccionista já se tornou tão ‘lugar comum’ que a expressão não diz muita coisa sobre o profissional. “A palavra está desgastada no meio dos recrutadores, então só usá-la se realmente fizer sentido”, diz Gabriela Colo.

3) Perfeição não existe
A perfeição não existe, portanto os candidatos devem buscar os melhores resultados e performances para evitar frustrações no futuro. “Mais importante do que ser perfeccionista é buscar a excelência. Pois nela reside a evolução de cada passo construído. Já na perfeição existe a ilusão do impossível, o que gera culpa e frustração, levando o profissional a comprometer a qualidade e o desempenho da sua carreira”, afirma business coach Dirlene Costa.

4) Defeito ou qualidade?
O perfeccionismo pode ser um defeito ou um qualidade, dependendo da situação. “Perfeccionismo na verdade é mais uma qualidade do que um defeito, porém em situações em que o profissional precisa tomar decisões rápidas e ser flexível, ele pode atrapalhar essa dinâmica”, diz Gabriela Colo.

Portanto, os candidatos devem utilizar outras palavras para se ‘vender’ durante a entrevista, como eles terão pouco tempo para apresentar suas qualidades, a melhor opção é usar expressões que realmente ressaltem suas qualidades e mostrem como eles vão trazer resultados para a empresa.

5) Falta de criatividade
Além de não representar competência, defeito ou qualidade, o uso palavra perfeccionista ainda mostra que o profissional não tem criatividade, já que entre tantas opções, ele escolheu utilizar a expressão que não diz nada para o recrutador. “Minha sugestão é não reforçar que o profissional é perfeccionista. E sim reforçar que está sempre em busca de fazer o melhor, que a qualidade e excelência no trabalho é algo importante para ele. Esta resposta denota um perfil mais voltado para excelência do que para perfeição”, indica Dirlene Costa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s