Estresse no trabalho: o papel do RH na saúde mental dos colaboradores

pexels-photo-3132388.jpeg

Foto por Andrew Neel em Pexels.com

Além dos desligamentos, existem outros fatores que elevam o nível de preocupação dos profissionais das empresas. Diante desse cenário, surgem algumas perguntas: quais são as principais causas do estresse no trabalho? Como identificá-las? É possível evitá-las? As respostas estão nos próximos tópicos. Acompanhe!

O que é estresse no trabalho?

GIF Sertec_JackelyneB_300x300O estresse no trabalho é uma condição que gera o desgaste emocional e físico do colaborador. No geral, o resultado do estresse aparece em sintomas, como: irritabilidade, queda na produtividade, taquicardia, confusão mental, cansaço etc.

Quando não identificado e tratado, esse mal pode levar o colaborador a adquirir a síndrome de burnout, condição caracterizada pelo:

  • Esgotamento físico e psíquico;
  • Baixa satisfação profissional;
  • Indiferença e perda de personalidade.

De acordo com a Internacional Stress Management Association (ISMA-BR), 30% dos trabalhadores brasileiros têm a síndrome de burnout. Devido ao aumento de casos dessa doença, segundo um artigo da Forbes, a Organização Mundial da Saúde (OMS) a incluiu na Classificação Internacional de Doenças para 2022.

Principais causas do estresse no trabalho

Mas quais são as causas que levam ao estresse no trabalho? Existem várias. É importante conhecê-las para que sejam não só identificadas como também prevenidas. Falando sobre os motivos para o estresse no ambiente empresarial, o estudo “Work Management Survey”, produzido pela Wrike, apontou 5 principais. Vejamos quais são elas.

1.Desencontro de informações

52% dos respondentes da pesquisa disseram que as lacunas de informações são uma das principais razões para o estresse na empresa. Esse bloqueio na comunicação acontece por causa da falta de integração entre os sistemas que armazenam dados ou da ausência do compartilhamento de informações entre gestores e equipes.

Gif site (180 x 180 px) (1) (1)2.Problemas com prioridade de tarefas

Dificuldades relacionadas com a priorização de tarefas deixa 51% dos profissionais entrevistados estressados. Sem um planejamento prévio, os colaboradores ficam perdidos entre tantas demandas. Sendo assim, gastam tempo e esforço com atividades que não são prioritárias e perdem os prazos das que são realmente importantes.

3.Metas irreais

49% dos respondentes apontaram as metas irreais como impulsionadoras do estresse. Isso acontece, normalmente, quando os líderes exigem um alto nível de produtividade em uma tarefa complexa dentro de um prazo bem apertado.

Pode ocorrer também que a equipe seja pressionada a entregar resultados acima das suas habilidades e competências.

4.Mudanças de prazos

Quando os prazos são modificados repentinamente, 47% dos profissionais disseram que ficam estressados. Além da já citada falta de planejamento, alterações nos prazos são um recurso usado por alguns líderes para impressionar clientes (o serviço é entregue antes do que foi acordado) e pressionar os colaboradores a trabalhar mais em menos tempo.

5.Liderança confusa

44% revelaram que ficam estressados com líderes que não mostram um direcionamento claro para a equipe. Esse cenário seria como “andar no escuro”. Uma das consequências de um ambiente assim é a criação do famoso “apaga incêndios”, bem como a queda no engajamento e na produtividade dos profissionais.

Como identificar o estresse no trabalho?

Uma das principais maneiras de reconhecer os sinais do estresse no trabalho é o olhar atento dos gestores. Isso significa conhecer a personalidade, as dores e o perfil comportamental dos colaboradores. Dessa forma, fica mais fácil identificar mudanças no humor, nas reações e no padrão de hábitos de um profissional.

Caso um colaborador comece a apresentar os sintomas do estresse, é importante que seja direcionado ao psicólogo da empresa. Em algumas situações, uma simples conversa e um ouvido atento já resolvem os desafios e minimizam as preocupações do profissional.

 

7 dicas para evitar o estresse no trabalho

Para não se deixar abater por pressões e sucumbir ao estresse no trabalho, separamos 7 dicas fundamentais para ser uma pessoa mais controlada e confiante no ambiente corporativo. 

1. Evite o sedentarismo 

A prática de atividades físicas colabora para a oxigenação do organismo como um todo, trazendo uma melhora cognitiva que facilita na tomada de decisões e ajuda a evitar o estresse no trabalho. 

GIF-200x150

Além disso, a prática de exercícios físicos promove liberação de hormônios e substâncias capazes de prover relaxamento e tranquilidade e trabalhar de modo mais saudável

2. Tenha um planejamento 

Não existe nada mais estressante do que ser pego de surpresa no trabalho por uma tarefa que não estava no caminho ou simplesmente pelo fato de ter se esquecido.

Quem se perde em meio a muitas tarefas vive estressado no trabalho. Por isso, ter um planejamento prévio das atividades a serem feitas é uma ótima forma para trabalhar tranquilo e com maior produtividade.

3. Divirta-se 

É preciso ter em mente que a vida não é só trabalho. Quem não vive de maneira equilibrada tende a ser mais estressado e até mesmo mais doente. Por isso é importante tirar um tempo para diversão, independentemente do tipo que for.

Se divertir, seja com amigos, familiares, parentes ou até mesmo sozinho é uma ótima maneira de se desligar do estresse e baixar as taxas de ansiedade

4. Entre em contato com a natureza

Outro ponto importante relacionado ao controle de estresse no trabalho tem relação direta com a natureza. É comprovado cientificamente que apenas 20 minutos de contato diário com a natureza já é capaz de reduzir o estresse.

Passear em lugares arborizados, como parques, por exemplo, ou simplesmente percorrer uma parte do caminho a pé até o trabalho são ações essenciais para deixar preocupações e trabalhar tranquilamente.

labortime

5. Faça pausas

O estresse no trabalho também pode surgir quando o profissional insiste em trabalhar horas seguidas. Dessa forma fazer pausas para se desligar do trabalho durante o dia, é uma ótima maneira de organizar os pensamentos e atingir os objetivos de maneira mais amena e certeira. 

6.Valorize seus colaboradores

Os profissionais ficam felizes quando percebem que são valorizados e reconhecidos pelo seu bom desempenho na empresa. Esse sentimento reduz os níveis de estresse e eleva os da felicidade.

Para mostrar que a organização observa o bom trabalho que fazem, é importante ter uma política interna de meritocracia (prêmios por desempenho). Outra estratégia valiosa são os feedbacks ou elogios – que podem ser dados por meio de conversas ou e-mails.  

total-grupo-gif-180x1807.Forneça treinamento adequado

Os treinamentos podem reduzir o estresse de, pelo menos, duas maneiras. A primeira é que a qualificação profissional ajuda os profissionais a melhorarem as habilidades e a lidarem com novas tecnologias.

Já a segunda forma é a possibilidade de utilizar atividades ligadas a neurociência, como as aulas experienciais. Por meio delas, os profissionais aprendem a identificar problemas geradores de estresse, controlá-los ou minimizá-los.

Por fim, manter o foco nos afazeres e evitar reclamações constantemente sobre dificuldades,  são fatores importantes para atravessar tempos difíceis, uma vez que através do otimismo e da autoconfiança é possível aumentar capacidade de produção, diminuir o estresse no trabalho e ainda ganhar destaque por agir de maneira proativa. 

Marcelo Furtado

Fonte: Convenia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s