Dicas práticas para melhorar a oratória e garantir boa comunicação

Dicas de oratória com base nos 3Ps da comunicação

Competência é fundamental para qualquer tipo de profissão

A comunicação é uma habilidade essencial que está cada vez mais requisitada em qualquer área profissional. Seja falando em público, fazendo apresentações, participando de reuniões ou até mesmo escrevendo um e-mail, existem técnicas e maneiras de se comunicar de forma mais estratégica, de acordo com as necessidades que cada profissão exige. Segundo Vívian Cristina Rio Stella, doutora em Linguística pela Unicamp e autora do livro “Comunicação Eficiente” publicado pela Editora Aberje, as pessoas acreditam que se comunicar bem é falar corretamente a gramática, mas isso é um mito. “Eu procuro trabalhar a estratégia de comunicação, a abordagem do tema e o storytelling, como construir histórias que façam sentido”, explica. 

A partir dos 3Ps da comunicação, planejamento, prática e presença, a especialista oferece um curso voltado para profissionais que buscam uma oratória mais estratégica em seus cargos. A proposta é adequar a comunicação falada ou escrita aos contextos dos participantes, enfatizando a escuta, a preparação, a confiança e a autenticidade do orador, aspectos que contribuem para que a mensagem seja melhor recebida e entendida. 

“Eu falo muito de Aristóteles, porque ele é o pai da oratória. Ele vai dizer exatamente quais são os pilares de uma boa argumentação e comunicação”, destaca. A linguista cita os três pilares da retórica do filósofo grego: Ethos, que se relaciona com a ética, o caráter moral de quem está comunicando e a importância de se construir uma reputação antes da fala; Logos, que está associado aos elementos do raciocínio lógico para sustentar uma informação; e Pathos, a habilidade de provocar emoções e sentimentos no público, ligado ao storytelling. Em cada P da comunicação, Vivian descreve algumas dicas:

  • P de Planejamento: A primeira dica é planejar em analógico. Muita gente abre um PowerPoint, faz um monte de slides e escolhe letra, fonte e cor, mas não pensa qual mensagem quer passar para as pessoas, qual é o objetivo da comunicação e para quem ela será feita. “Parece óbvio dizer isso, mas é um erro fatal, não só em apresentação, mas em e-mails e outras formas de comunicação”. De acordo com a linguista, planejar em analógico significa pegar vários post-its, distribuir as ideias e depois pensar quais daquelas ideias servem para a platéia. “Gosto de fazer uma árvore de post-its com as ideias principais e as outras que sustentam”, exemplifica. 

  • P de Prática: Antes de criar uma apresentação ou qualquer outra comunicação, é preciso refletir sobre as partes, o roteiro. “Muita gente não pensa na abordagem, ou seja, como vai começar a palestra? ‘Bom dia, meu nome é Vivian’ ou ‘Oi, vim falar do tema tal’”, ressalta. Vivi diz que existem técnicas para começar com impacto, como deixar a mensagem já em destaque no começo, contextualizar as informações, estabelecer uma conexão com a platéia e não usar piadinhas (como muita gente costuma fazer). Depois vem o desenvolvimento das ideias (metáforas, recursos visuais) e, por fim, a conclusão com o resumo da informação principal.

  • P de Presença: “Postura, gesticulação, muita gente tem dúvidas quanto a isso. O gesto é a janela do pensamento, então está liberado, tem a ver como você processa o seu pensamento. O que não pode? Excesso de gestos”, resume. A especialista comenta que no modo online o cenário é mais restrito, então é importante ser mais contido. Já no ao vivo existe mais espaço, mais cenário para ser explorado. Ao mesmo tempo, o P de presença tem que estar atrelado a identidade do orador, que traz a ideia da autenticidade. “É muito importante ser condizente com a sua postura. As vestimentas, por exemplo, devem dizer quem você é: se é mais sério, mais divertido, empoderado”. 

Com base nos 3Ps da comunicação, novas perspectivas podem ser analisadas e levadas em consideração, contribuindo para qualquer tipo de profissão. “E o curioso é que formamos uma imagem sobre o outro em poucos segundos de conversa. Claro que, com o tempo, podemos confirmar ou não essa primeira impressão, a depender das estratégias verbais e não verbais”, finaliza. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s