O que NÃO colocar no currículo? Evite os erros mais comuns

Foto por Andrea Piacquadio em Pexels.com

Um guia completo para a melhor formatação do seu currículo! 

Durante processos seletivos, a análise dos currículos é a etapa crucial que define quem é chamado para a fase de entrevistas e quem é descartado. Estes são aqueles que não terão nem a chance de concorrer à vaga e você não quer estar dentro desse grupo.

A avaliação é muito rápida e costuma durar 6 segundos: um indivíduo pode ser desconsiderado por ter enviado um currículo mal organizado ou por ter colocado informações demais, por exemplo.

Por isso, é muito importante gastar um tempo pensando em como escrever esse documento da melhor forma possível. Além disso, considere quais as informações importantes de fato, para que você tenha menos chances de ser desclassificado.

O que não colocar no currículo

Com o grande índice de desempregados no país e a grande quantidade de pessoas procurando um novo trabalho para o próximo ano, é necessário investir pesado no seu currículo para evitar que ele se torne comum ou obsoleto.

Os currículos devem ser consistentes e objetivos, evitando passar informações que não estão relacionadas diretamente com a vaga que se está concorrendo, como uma experiência profissional em outro ramo ou um curso em outra área.

Outro item que deve ser observado são as informações pessoais e os contatos que são colocados no currículo. Os números de seus documentos e sua religião são duas das coisas que não precisam ser colocadas.

13 coisas que não devem ser colocadas em seu currículo

 

  1.   Evite colocar o objetivo. Se você já está procurando por uma vaga naquele setor, é óbvio que você pretende conseguir um emprego com aquelas características.

  2.   Não coloque experiências de trabalho irrelevantes. Aquela primeira oportunidade de emprego em um pequeno comércio ou como ajudante na prestação de serviços enquanto estava na faculdade nem sempre pode servir para conseguir uma vaga de emprego. Além disso, insira somente as últimas duas ou três empresas pelas quais passou, porque elas que serão relevantes para a análise do entrevistador.

  3.   Evite colocar informações pessoais, como o número do RG e CPF ou até mesmo seu estado civil e sua religião. Existem empresas que pedem, sendo este o único caso que devem ser incluídos. É preciso sempre atenção às orientações do recrutador! Se o gestor se interessar por outros dados, perguntará durante a entrevista de emprego.

  4.   Não coloque seus hobbies no currículo. Ao contrário de uma rede social, o documento deve ser usado para mostrar os interesses profissionais do candidato, e não sua vida pessoal.

  5.   Caso você seja mais velho, evite colocar sua idade ou até mesmo o ano em que você terminou a faculdade. Pessoas mais velhas costumam ser rejeitadas com frequência pelo mercado de trabalho, portanto não dê à empresa uma chance para tirá-lo da competição.

  6.   Deixe para dar referências profissionais somente se o empregador solicitar. Divulgar números e e-mails de um antigo chefe sem avisá-lo pode ser considerado falta de respeito.

  7.   Evite colocar um endereço de e-mail estranho. Se o seu e-mail é algo do tipo clau_gatinha55@servidordeemail.com, crie um novo endereço para usar em seu currículo. Tente colocar o seu nome e sobrenome e evite sinais de pontuação. Caso seu endereço eletrônico seja fruto de uma brincadeira ou contenha apelidos, é possível que você não seja levado a sério.

  8.   Não inclua seus contatos profissionais no currículo. Você não vai querer que o recrutador ligue na sua atual empresa para falar do novo trabalho, certo? Principalmente se você está participando do processo de seleção em sigilo.

  9.   Ao colocar o salário pretendido, você corre o risco de ser descartado logo na fase de análise do documento. Muitas vezes as pessoas sonham com salários maiores que os oferecidos pela empresa contratante. A ideia é de que você não se esforçará tanto, porque não está recebendo o valor que esperava quando se candidatou à vaga e, por isso, é desclassificado logo no início do processo seletivo. Deixe para informar esse dado durante a entrevista, se você for perguntado sobre o assunto.

  10.   A menos que você esteja se candidatando a uma vaga relacionada à política, não coloque suas preferências partidárias no currículo. O ditado “religião e política não se discute” cabe perfeitamente nesse caso.

  11.   Seu entrevistador com certeza não faz a menor questão de saber pra qual time você torce, muito menos se você faz parte de grupos como a “associação de moradores do bairro X”. Essas informações são completamente desnecessárias e passam a impressão de que você não tem muito a dizer sobre si mesmo como profissional, portanto, evite.

  12.   Ter informações privilegiadas dos lugares que trabalhou faz com que se sinta importante, mas não use esses dados para melhorar seu currículo. Informações confidenciais não podem ser compartilhadas nunca. Se você divulgar nomes de clientes, financiamentos ou qualquer outra coisa que possa afetar a companhia, seu futuro empregador verá que não é uma pessoa confiável.

  13.   Seu currículo deve apresentar sua trajetória de uma maneira positiva. Evite incluir que você foi demitido por fraco desempenho. Se o selecionador questionar o porquê do desligamento, não minta! Meça suas palavras e explique quais foram os problemas que aconteceram no trabalho anterior.

 

Dicas de formatação

Além do conteúdo, você precisa estar atento também ao modelo que você vai usar e como formatar suas informações. Lembre-se, durante a seleção, tudo é avaliado!

 

  • Não deixe que seu currículo fique com mais de duas páginas. O ideal é que o documento tenha no máximo uma folha, resumindo os principais cargos ocupados e a formação necessária para ocupar a vaga.

 

  • Não escreva seu currículo em terceira pessoa. O ideal é escrever uma introdução ou um resumo de suas qualidades em primeira pessoa e colocar o restante da informação em tópicos.

 

  • Uso de modelos e fontes chamativas no currículo. Invista em formatos sérios e clássicos, mas que não deixem o leitor do currículo entediado. Uma maneira de não errar na fonte é usar alguma das opções a seguir: Arial, Helvetica ou Times New Roman, mesmo que a última seja muito usada. E cuidado com modelos prontos, eles podem não refletir o que é esperado de você.

 

  • Inventar competências é inadmissível. Se não tem um certo conhecimento, nem pense em incluir no currículo. Independente da sua motivação, as mentiras de um currículo podem ter consequências graves. Se você acha que precisa de algum requisito para conseguir uma vaga, você deve desenvolver novas competências.

 

  • Aumentar suas competências. Se seu inglês não é avançado, porque classificar dessa forma no currículo? Você corre o risco de chegar na entrevista e o recrutador querer testar seus conhecimentos. Para evitar estas situações constrangedoras, a nossa dica é escrever apenas as suas verdadeiras competências.

 

  • Colocar o ano de conclusão do curso é muito importante para quem vai analisar o seu currículo. A partir destas datas, ele vai poder fazer perguntas específicas, ou não. A dica é listar todos os cursos colocando as datas de início e de conclusão de cada um.

  • As pessoas são preguiçosas, especialmente com uma pilha de currículos para revisar. Isso representa grandes chances do recrutador só olhar as primeiras linhas do seu currículo antes de decidir se quer você naquele processo seletivo ou não. Não coloque as informações em ordem cronológica se ela não dará destaque ao que você tem de mais valioso.

 

Estrutura do seu currículo

Colocar a sua educação, ou seja, o colégio e a faculdade, no topo do seu currículo nem sempre é a melhor opção. O motivo disso é que os empresários não se preocupam muito com onde você desenvolveu as suas habilidades, e sim que elas são o que eles estão procurando.

É preciso lembrar que você é mais do que um diploma de faculdade. Muitas das suas habilidades podem ser desenvolvidas fora do campus, e os recrutadores vão procurar as suas qualificações e realizações mais do que o local onde você se formou. O seu currículo deve estar estruturado de forma que os seus pontos fortes chamem mais atenção do que o seu histórico acadêmico.

Uma boa dica é colocar o seu histórico profissional logo abaixo das suas informações de contato. Os seus empregos anteriores podem dizer muito sobre as suas habilidades e, dessa forma, os recrutadores poderão ter a certeza de que você é ideal para a vaga oferecida.

Embaixo do histórico profissional, faça uma lista das suas maiores habilidades, pontos fortes e realizações em empregos anteriores. Para terminar, coloque o seu passado acadêmico como uma informação complementar. Isso vai fazer com que empresários e recrutadores prestem mais atenção no que você é hoje do que na faculdade.

 

5 coisas interessantes que devem estar no CV

Se você precisa escrever um currículo eficiente e capaz de atrair a atenção dos recrutadores, confira algumas coisas que, provavelmente, não estão incluídas no seu currículo, mas deveriam estar.

Escrever um currículo é uma tarefa bastante complicada. É preciso selecionar bem as informações. Para acabar com qualquer dúvida, selecionamos as cinco coisas que, talvez, você não esteja incluindo em seu currículo, mas certamente deveria:

 

  • Um perfil no topo

Os currículos modernos não têm mais uma seção de objetivos no início. Eles foram substituídos por um breve perfil ou apresentação. Essa parte deve destacar os seus pontos fortes e as suas experiências resumidas em pequenas frases específicas. Um perfil bem escrito oferece uma visão geral da sua candidatura e dá ao recrutador uma ideia do que ele vai encontrar ao longo do seu currículo.

 

  • Conquistas em cada emprego

Os currículos comuns listam as tarefas pelas quais você era responsável em cada trabalho pelo qual passou. Contudo, elas não explicam o que você conquistou lá. Destaque as suas conquistas. Sem dúvida, seu currículo chamará a atenção do recrutador.

 

  • Trabalho voluntário

Frequentemente os candidatos deixam de lado os trabalhos voluntários que realizaram – até mesmo quando são relevantes para a vaga a qual se candidatam. Não comete esse erro. Se você acredita que existe alguma chance de se beneficiar com um trabalho voluntário, inclua-o em seu currículo. Os empregadores querem conhecer as suas experiências relevantes, independentemente de você ter ou não recebido por elas.

 

  • Projetos paralelos relevantes

Assim como o voluntariado, muitas pessoas negligenciam as experiências relevantes que tiveram com hobbies ou projetos paralelos. Não pense que as atividades que você desenvolve por diversão não podem trazer experiências valiosas para a sua carreira. Use a mesma lógica do trabalho voluntário: se pode ajudá-lo (mesmo que minimamente), inclua em seu currículo.

 

  • Tópicos

Muitos candidatos enviam currículos cheios de blocos longos de texto. Isso não vai ajudar. Recrutadores e gerentes de RH fazem uma espécie de “escaneamento” no seu currículo, de maneira que os grandes blocos irão dificultar o trabalho deles de encontrar suas habilidades-chave. Prefira organizar seu currículo em tópicos.

 

  • Referências

Embora hoje em dia a prática não seja tão comum, muitas empresas ainda dão valor às referências e recomendações no seu currículo. Portanto, procure sempre incluir algum tipo de informação de terceiros no seu currículo. Não precisa ser algo exagerado, apenas um comentário breve sobre as suas melhores habilidades.

 

Quando se está elaborando o currículo, tenha em mente que ele é seu primeiro contato com seu possível futuro chefe. É necessário, então, colocar nele o maior número de informações relevantes a seu respeito. No entanto, muitas pessoas acabam escrevendo mais do que deveriam, tornando-se responsáveis pelo próprio fracasso. Não seja uma delas!

Fonte: Universia

Um pensamento sobre “O que NÃO colocar no currículo? Evite os erros mais comuns

  1. Pingback: O que NÃO colocar no currículo? Evite os erros mais comuns — Opinião RH | Mon site officiel / My official website

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s