85% dos profissionais de RH não desempenham atividades consideradas estratégicas

Estudo foi realizado pela ProPay S.A com 500 profissionais de RH com cargos estratégicos

Este novo cenário no ambiente corporativo, que traz mudanças significativas nos modelos tradicionais de trabalho, perfis dos profissionais e cargos, por exemplo, exige das organizações e colaboradores uma postura mais estratégica, como é o caso dos RHs, que vão inserindo em suas atividades modelos mais estratégicos e participativos nos negócios.

Mas, o reconhecimento e a aplicação dessas mudanças ainda caminham lentamente. Segundo pesquisa realizada pela ProPay S.A, intitulada HR Trends, entre os meses de maio e junho de 2018 com aproximadamente 500 profissionais de RH com cargos considerados estratégicos dentro das empresas, 54,3% dos respondentes acreditam que as atividades do RH relacionadas à experiência e à motivação do colaborador, inovação e indicadores são de maior valor estratégico, uma vez que o RH consegue trabalhar em parceria com as áreas de negócio da companhia. Atração de talentos, cultura organizacional e treinamento e desenvolvimento foram os pontos mais citados como sendo estratégico.

A análise de dados permitiu a divisão das atividades em 3 pilares: operacional, tático e estratégico. Atividades como segurança e medicina do trabalho e folha de pagamento foram consideradas operacionais. Já atividades como benefícios geniais (plano de saúde e odontológico, previdência privada, seguro de vida, incentivo acadêmicos, etc.), políticas de inclusão e diversidade, além de projetos sociais e de sustentabilidade, foram classificadas como táticas para pelo menos 54,6% dos respondentes.

Apesar do conceito de RH estratégico estar em alta, muitos dos próprios profissionais de Recursos Humanos não acreditam que a área já tenha alcançado este patamar. Talvez porque atividades que poderiam ser consideradas operacionais ou táticas ainda são vistas como grandes desafios. Ou porque, a área muitas vezes não possui clareza sobre a mensuração de seus resultados.

Ainda segundo a pesquisa, 85% dos profissionais entrevistados não desempenham por completo as atividades estratégicas que foram apontadas na pesquisa. “Através desse estudo é perceptível que as atividades táticas e operacionais já possuem uma cadeia estrutural formada, porém, as estratégicas ainda apresentam uma baixa atuação nas companhias. Regras e padrões do mercado competitivo mudam rapidamente e não é fácil responder a estas mudanças com a mesma rapidez, comenta Leonardo Albuquerque, Diretor de Marketing da ProPay S.A, e completa: “Por isso, pesquisas dessa natureza norteiam os profissionais de RH e resultam em novos insights para este momento cercado de desafios”.

Fonte: Melhor Gestão de Pessoas 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s