Como lidar com o não na entrevista de emprego?

O “não” como motivador da frustração

É possível que você já tenha ouvido alguém falar, ou lido em algum lugar, que procurar por um novo trabalho, precisa ser como um trabalho. E, até que isso não está errado. A busca por recolocação profissional realmente exige muita dedicação e empenho para que seja efetiva, afinal, elaborar um bom currículo, resgatar antigos contatos e candidatar-se às vagas demanda tempo e energia. Mas, quando ficamos totalmente submersos na caçada ao novo emprego, abrimos brechas para possíveis frustrações, pois, como todos nós sabemos, o mercado de trabalho não anda nada fácil. E é justamente na frustração que mora o perigo…

Como você lida com os “nãos” que recebe na carreira profissional?

A gente recebe “não” toda hora. Começando pela infância, somos educados na base do “não” e do “sim” e, a partir dessas respostas, criamos aprendizados e discernimentos. Mas, se desde sempre recebemos “nãos”, por que as negativas da vida profissional são tão devastadoras?

A frustração ao receber um “não” em uma entrevista, ou em várias, é, infelizmente, um sentimento comum entre as pessoas. E é compreensível: a preocupação com as questões financeiras, no caso de quem está sem renda, agrava a situação e também passamos a questionar nossas próprias habilidades e capacidades como profissional. Além disso, a sensação de rejeição pode contribuir para o desencadeamento de comportamentos depressivos, estresse, desânimo e, assim, acaba por adiar ainda mais a tão esperada contratação.

Porém, do mesmo modo que criamos a frustração em nós mesmos, temos o poder de mudar a nossa mentalidade sobre o “não” e encará-lo como uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e de amadurecimento da carreira.

Como tornar o “não” em algo positivo

Um passo para trás, dois para frente. É assim que a rejeição deveria ser encarada na vida profissional. Quando alguém te recusar num processo seletivo, tire os melhores aprendizados:

Não leve para o lado pessoal

O fato de você não ter sido selecionado para determinada vaga de emprego não significa que você seja incapaz de cumprir com os desafios da oportunidade. Cada processo seletivo tem seus critérios de avaliação, que vão desde habilidades técnicas a questões comportamentais e de personalidade. Além de ser capaz de fazer o trabalho proposto, o candidato selecionado deve também ter compatibilidade com os valores, cultura e características da empresa e da equipe em que será inserido. Ou seja, às vezes, você apenas não se adequaria bem àquele ambiente e acabaria por ter problemas de adaptação.

Olhe por outra perspectiva

Todo processo seletivo pode te fazer aprender. Aproveite para analisar melhor o mercado, as características dos seus concorrentes, as exigências das oportunidades, os modelos de dinâmicas de grupo e as perguntas que são feitas nas entrevistas. Quanto mais você conhecer sobre o funcionamento dos processos seletivos, mais bem preparado estará para as próximas tentativas.

Peça feedback e coloque em prática

Entender o que “deu errado” é fundamental para o processo de melhoria. Sempre que possível, peça para que o recrutador compartilhe com você as percepções que te colocaram em desvantagem na entrevista. Ele irá pontuar suas falhas, se for o caso, e/ou esclarecer o motivo pelo qual você não se enquadra na oportunidade em questão. Isso permitirá que você trabalhe os pontos negativos, estruture respostas melhores e se comporte de uma forma mais positiva.

Se não for possível receber um feedback, esforce-se para recordar onde pecou. Por exemplo, se o recrutador fez perguntas sobre a empresa e você não soube responder, entenda que precisa estudar mais sobre o histórico das empresas que o convidam para seleções. Outro exemplo é sobre o nervosismo. Se você ficou ansioso, gaguejou e se atrapalhou com as respostas, lhe cairá bem treinar e simular entrevistas para ter o discurso na ponta da língua.

Persista sempre

Prepare-se melhor para a próxima e persista sempre! Entenda que o “não” faz parte do processo de desenvolvimento da carreira. Por meio da recusa entendemos onde necessitamos melhorar e vamos atrás dessas melhorias. Encarar o “não” como um empurrão para frente será fundamental para que você conquiste seu emprego.

Fonte: Carreira & Sucesso

Um pensamento sobre “Como lidar com o não na entrevista de emprego?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s