Motivação: veja seis dicas para manter a sua equipe instigada

Estar feliz não é a mesma coisa que estar motivado, e muitos confundem os termos; Felicidade é uma sensação de bem-estar e contentamento; entenda:

Quais são as suas principais motivações profissionais? De acordo com o diretor do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas), Mário Rodrigues, existem duas formas de motivação: a intrínseca, quando o próprio profissional persegue os seus anseios, e a extrínseca, que é realizada por um líder profissional para contagiar os demais membros da equipe .

Satisfazer necessidades de segurança, realização financeira , ou, até mesmo, de pertencer a um grupo são os principais pontos que tornam as pessoas motivadas. E para ajudá-las nisso, confira seis dicas do especialista Mário Rodrigues que podem trazer mais motivação à sua equipe:

1. A insegurança desmotiva
Em momentos de incertezas, como a crise financeira, existe o constante medo de perder o emprego, e por isso, é importante envolver a equipe para encarar os problemas de frente.
Com base nas perguntas: A situação está difícil? Qual a dificuldade? É uma grande oportunidade para desenvolver quais pontos? Crie um plano de ação para encontrar a solução do problema;

2. Engajar
Atrair um vendedor por uma causa é o papel de um líder. Toda equipe precisa de alguém para mobilizá-la;

3. Estar sempre por perto
Apresentar resultados, avaliações positivas e negativas regularmente à equipe podem melhorar o rendimento do grupo, e também é uma atitude que motiva ver o líder sempre presente;

4. Estimular
Reconhecimento – financeiro com bonificações ou aplausos – a quem apresenta os melhores resultados leva a equipe a crescer e a superar dificuldades;

5. Entender a diferença entre motivação e felicidade
Estar feliz não é a mesma coisa que se sentir motivado, e muitos profissionais confundem os termos. De acordo com o especialista, felicidade é uma sensação de bem-estar e contentamento. “Precisamos estimular a equipe a encontrar os seus motivos para agir e conquistar o estado de felicidade com o alcance da meta”, diz Rodrigues. Um exemplo
comum no mundo das vendas para compreender essa diferença é uma equipe que, mesmo incomodada por ter que dividir a carteira de clientes com outro vendedor, se motiva para vencer a concorrência interna e correr atrás dos melhores resultados;

6. Motivar para prospectar
Em um primeiro momento pode não agradar muito os vendedores, mas depois pode se tornar prazeroso. Há vendedores com muitas habilidades, mas sem motivação para fazer a prospecção, por medo de uma possível rejeição, timidez ou qualquer outra razão, assim como todas as atividades em vendas, gera resultados e é essencial para todas as outras atividades. E tudo o que gera resultados traz prazer, conclui Rodrigues.

Fonte: Brasil Econômico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s