Mentiras no currículo estragam uma boa entrevista, diz especialista

curriculointeressanteUm dos principais problemas é que envolve idiomas: o candidato diz possuir nível fluente em outra língua ou certificado em alguma escola

mentira tem perna curta. Simples assim. Uma frase tão curta e tão antiga não seria tão famosa – e faria tanto sentido – se não fosse real. Mas, ainda assim, parece que existem pessoas que não aprendem com o ditado, apenas quando algo errado acontece em suas vidas e, desta forma, são obrigadas a enfrentar as consequências de suas mentiras.

Mas, por que mentir?

Segundo Madalena Feliciano, diretora de projetos da empresa Outliers Careers, quando se trata do mundo profissional, muitos trabalhadores mentem no currículo ou em entrevistas a fim de conquistar o seu futuro chefe, mas, ao fazerem isso, muitas vezes não percebem que estão dando um tiro no pé. “É comum o profissional já possuir um bom currículo e saber como se comportar durante a entrevista, porém, basta que haja uma contradição entre aquilo que ele diz ou faz com aquilo que está escrito para que comecem a existir desconfianças sobre sua honestidade – e é óbvio: ninguém quer uma pessoa mentirosa em sua empresa”, comenta.

Uma das mentiras mais comuns é a que envolve idiomas: o candidato diz possuir nível fluente em outra língua ou certificado em alguma escola e nem sempre isso é verdade. “A pessoa que está concorrendo à vaga deve estar ciente de que o recrutador é especialista nisso. Ele sabe o que está fazendo e pesquisa muito bem o histórico profissional do candidato antes da entrevista. Se ele perceber algo estranho, irá investigar melhor a vida do profissional para saber o que está errado,” exalta Madalena.

Por isso, para evitar contratempos e problemas na hora de montar um currículo e de comparecer a uma entrevista de emprego, a profissional oferece algumas dicas: “seja objetivo, claro, direto e, obviamente, verdadeiro. O currículo é sim muito importante na hora de conquistar uma boa vaga de emprego, porém, a maneira que você se comporta pessoalmente quando há uma entrevista conta muitos pontos”, comenta.

Assim como o recrutador faz a parte dele, o candidato também deve fazer a sua, que envolve fazer um currículo simples, porém completo e verídico, estudar sobre a empresa, saber as roupas que deve usar na entrevista, pesquisar sobre a linguagem e a cultura do local e se mostrar interessado no emprego de forma genuína. “Sem exageros: apenas mostre quem você é e como você pode ser uma boa peça para a empresa crescer”, conclui Madalena.

 

Fonte: Administradores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s