Pensando em pedir demissão? Estes motivos são justificáveis

Especialista explica o que devem motivar o seu pedido de demissão

Quando é hora de mudar de empresa? Essa é uma pergunta que, obviamente, só você poderá responder. Mas, eu posso te ajudar a refletir sobre essa questão, que é tão importante para a carreira de qualquer profissional.

Primeiro de tudo, preciso dizer: mudar de empresa é sempre um baita desafio. Afinal, depois de algum tempo dentro de uma determinada organização, você tem algo muito valioso: o conhecimento dos bastidores e a habilidade de trabalhar em uma cultura determinada.

Cada organização tem a suas características e a chave do sucesso em cada empresa depende muito de dominar este conjunto de regras implícitas, que não está escrito em lugar nenhum, mas determina a forma como as pessoas tomam decisões e a empresa se movimenta.

O outro fator que torna a mudança de empresa tão complexa é a rede interna de contatos que se constrói ao longo do tempo. A história construída com essas pessoas, os projetos divididos, os momentos de trabalho, sucesso e dificuldades compartilhadas criam vínculos profissionais que funcionam para os dois lados, ou seja, você conhece as pessoas e elas te conhecem, gestores e equipes sabem do seu potencial e sua entrega, e caso sejam aspectos positivos, isso conta muitos pontos na ascensão de carreira. Como deixar tudo isso para trás?

O que justifica uma mudança de empresa, principalmente, é quando não há mais identificação com aquela cultura, quando você não concorda mais com as decisões tomadas ou deixou de acreditar na gestão, na estratégia ou no modelo de negócios.

Mas, esteja atento: é preciso saber se o que está acontecendo faz parte de um momento pontual (crise financeira, mudança de gestão ou business) ou se, de fato, é uma situação permanente. Também é uma questão importante entender se a sua insatisfação tem a ver com a sua área, equipe ou chefe ou se é algo relativo à companhia como um todo.

Outro mobilizador que justifica procurar outra empresa é a falta constante de reconhecimento. Este reconhecimento está alinhado aos valores da empresa e, portanto, pode acontecer na forma de remuneração ou outros benefícios e práticas.

Procure analisar se não está de fato sendo reconhecido ou se o reconhecimento somente não está acontecendo quando e como você espera. Ou seja, o fato de não ter sido promovido ou recebido um aumento em uma situação pontual não é motivo para jogar tudo para o espaço. Agora, se você nunca recebeu um aumento, foi promovido ou ganhou alguma premiação ou benefício, apesar de uma entrega brilhante, aí sim, talvez o melhor seja ciscar no terreiro vizinho.

Caso você perceba que gosta da empresa, acredita nos valores e práticas, mas está cansado do seu trabalho atual ou não se identifica com a sua equipe e gestor, vale a pena considerar uma outra posição dentro da própria organização. Pense nisso!

Se você pensou, refletiu e decidiu que de fato quer mudar de empresa, então, acredito que não seja um rompante. O ideal, agora, é que o seu gestor direto seja comunicado sobre a sua decisão de sair da empresa. Independente do momento que decidir contar a sua decisão de sair, isto não pode vir como uma surpresa. Ou seja, você já deve ter tido outras conversas e sinalizações anteriores, expondo sua eventual insatisfação e intenção de mudança.

Fingir que está tudo bem, não se posicionar e de repente sair para outra oportunidade pode manchar (e com razão) sua imagem profissional. Caso decida contar somente quando estiver nas fases finais de um processo, ou depois de receber uma proposta, mantenha esta decisão para todos da empresa.

Durante a transição para a nova empresa, faça combinados claros com os dois lados e o possível para não deixar ninguém “na mão”. Fique à disposição de quem for assumir suas atividades, se disponha a tirar dúvidas com quem ocupará o seu lugar. Demonstrar esse grau de responsabilidade e cuidado faz de você um profissional ético, maduro e respeitado. E mais: deixa portas e janelas abertas para você a qualquer tempo, em qualquer lugar. Boa sorte!

Fonte: Você S/A

Um pensamento sobre “Pensando em pedir demissão? Estes motivos são justificáveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s