Elogios: como eles ajudam e prejudicam a vida de uma pessoa

elogioPsicólogo explica a tênue diferença entre bons e maus elogios

Em uma sociedade em que está constantemente enaltecendo os defeitos das pessoas e as diversas formas de mudar quem realmente são para uma versão mais magra, mais rica, mais bem sucedida e mais desejada, elogios e palavras de incentivos sinceros são muito importantes no decorrer do dia-a-dia, para manter as pessoas motivadas e confiantes em suas formas de agir e se expressar.

Principalmente na formação da personalidade de uma criança e de um adolescente, que nos dias de hoje estão tão próximos dessa falsa afirmação da mídia de que a perfeição é alcançável. “O reforço positivo significa a validação de determinada atitude da criança e do adolescente, mostrando confiança em sua capacidade. Com isto, estimula-se a produtividade e o sentimento de alegria, o que contribui também para a formação de uma personalidade mais confiante”, afirma o psicólogo e coach João Alexandre Borba.

No ambiente profissional, onde existe muita competitividade e uma maior necessidade de reconhecimento, ter um líder que demonstre constantemente confiança na equipe, pode ser capaz de transformar o rendimento e aumentar significativamente a produção dentro da empresa. “Quando o chefe acredita e elogia a equipe, esta passa a render muito mais. Há casos em que a melhora chega a três vezes mais do rendimento normal. Todos precisamos de reconhecimento e, quando esta é uma prática comum, as pessoas tendem a retribuir e a se reconhecer naquela equipe”, explica o psicólogo. Mas avisa: exagero nos elogios podem prejudicar, ao invés de ajudar. “Quando você exagera nos elogios, você passa para o outro a ideia de que aquele elogio foge à realidade e, com isso, pode prejudicar o elogiado por fazê-lo acreditar em algo que não é real. Você motiva o outro a ir por um caminho no qual você mesmo não acredita, construindo assim uma base falsa de relacionamento. Neste caso, a intimidade não se faz presente”, diz Borba.

Por outro lado, a também falta de elogios e motivações pode afetar seriamente o desenvolvimento e a interação social com outros indivíduos. A medida certa é elogiar somente quando for notada uma mudança positiva no comportamento, atitude e pensamento de uma determinada pessoa.

Os elogios ajudam a criar uma imagem pessoal e trabalhar a autoestima de um indivíduo, que por sua vez, é o que impede de deixar que os tais elogios subam a cabeça. “A ideia não é se transformar em um personagem nem perder de vista quem a pessoa é. O elogio deve ser digerido e deve ser capaz de gerar uma transformação interna. Quando a pessoa está coerente com quem ela é, ela passa a receber os elogios e sentir que estes pertencem, de fato, a ela. A autoestima nos ajuda a ter mais noção de quem somos”, conclui João Alexandre Borba.

 

Fonte: Administradores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s