“Agora sim” – Uma reflexão promovida pela ACORDE COACHING

2016Agora sim?

“Agora sim, Feliz Ano Novo”, foi o que vi e ouvi hoje, nas redes sociais e nos programas de TV: pessoas desejando um feliz “verdadeiro” início do ano de 2016.

O primeiro calendário romano foi implantando, segundo a história, por Rômulo – fundador de Roma – em 753 a.C.. O ano era composto de 10 meses de 30 ou 31 dias, totalizando 304 e tinha seu início no equinócio da primavera: Martius, Aprilis, Maius, Junius, Quintilis, Sextilis, Septembris, Octobris, Novembris, Decembris. Os outros 61 dias equivaliam ao inverno, que não entrava no calendário porque havia pouco interesse em acompanhar o tempo neste período do ano.

A primeira reforma do calendário ocorreu por volta de 713 a.C., reduzindo os meses para 29 dias e adicionando os meses de Januarius e Februarius ao final do calendário, aumentando seu tamanho para 355 dias. De tempos em tempos, adicionava-se um mês extra logo após Februarius, para completar o ano solar.

Como a inserção do mês extra falhou duas vezes, em 54 a.C. Julio Cesar alterou o calendário e instituiu 1º de Januarius como o primeiro dia do ano no novo calendário solar.

Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro deriva do nome de Jano, que tinha duas faces (bifronte) – uma voltada para frente (visualizando o futuro) e a outra para trás (visualizando o passado). Esta é a provável razão pela qual Julio Cesar tenha escolhido o mês de Janeiro para iniciar o ano no novo calendário.

Neste novo formato, os meses continuaram com 30 ou 31 dias, exceto Fevereiro, que a cada 4 anos tem um dia adicionado ao seu final, para corrigir as 6h anuais de discrepância entre o calendário e o tempo de translação da Terra.

Com essa mudança, ficamos com um calendário torto: temos o primeiro mês do ano com 31 dias, o segundo mês ficou quebrado, com 28 ou 29 dias e o terceiro mês novamente com 31 dias.

Fevereiro, como último mês do ano, era considerado o mês do “fim”. Februa, em latim, significa “purificar”, “queimar”, de onde vem a palavra febre, inclusive. Em fevereiro acontecia um ritual de purificação romana, para que a primavera trouxesse bonança.

Hoje, 2070 anos depois da mudança no calendário, o único país do mundo em que o ano continua começando em março é o Brasil.

Nada começa ou funciona efetivamente antes do mês de março, e boa parte dos brasileiros infelizmente ainda se orgulha disso. E celebra, comemora.

Para conquistarmos as mudanças que estamos reivindicando, para construirmos um país com valores sólidos, precisamos começar a mudança a partir da base.

E a base de qualquer país são os valores de sua nação. São os seus valores, os meus, os nossos valores.

Os valores de um país não podem ser estabelecidos ou sustentados por uma base, uma nação que não acredita nem vive esses ou por esses valores.

Se hoje vivemos insatisfeitos com os resultados que estamos colhendo, precisamos mudar nossos pensamentos, nossas atitudes, ações, e só então conseguiremos novos resultados.
É a lei da causa e efeito. Se o efeito é indesejado, atue na causa.

O que podemos cobrar de nossos representantes, se durante os primeiros 60 dias do ano estamos “de folga”, esperando o carnaval passar, “deitados em berço esplêndido”?

Normalmente desperdiçamos 60 dias inteiros: 1/6 de um ano inteiro de trabalho.

Queremos viver num país próspero, justo, com valores fortes?

Então pensemos: onde é que deve começar a mudança?

Foi exatamente isso que Gandhi quis dizer quando disse “Seja a mudança que você quer ver no mundo”.

Os que deixaram para iniciar o ano hoje já desperdiçaram 40 oportunidades de conquistar metas, de desenvolver novos hábitos, de evoluir e realizar-se em qualquer área.

Lembre-se: de todos os bens que temos, o tempo é o único bem irrecuperável!

 

Autor: Levi Lourenço

|ACORDE COACHING| Rua Adolfo Andre, 1515 Sala 3 – Centro – ATIBAIA -SP

|Email:contato@acordecoaching.com.br|

|Web site:  www.acordecoaching.com.br |

| Telefone: (11) 97616-0046 |

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s