Conheça as 10 soft skills mais valorizadas pelo mercado atual

pexels-photo-6348124.jpeg

Foto por Liza Summer em Pexels.com

Você sabe quais são as soft skills mais valorizadas no mercado? Trata-se de atributos individuais não técnicos que permitem ao profissional manter bons relacionamentos com outros colaboradores e com o mundo ao seu redor, o que pode se tornar útil para qualquer área profissional.

GIF Sertec_JackelyneB_300x300

Ao contrário das hard skills, que se tratam de competências técnicas e podem ser mensuradas, as soft skills dificilmente podem ser identificadas por meio de algum teste. Afinal, são competências comportamentais observadas na prática,.

Neste conteúdo, falaremos sobre as soft skills mais valorizadas pelo mercado de trabalho atualmente. Acompanhe!

1. Comunicação

comunicação entre os profissionais é extremamente importante para uma organização, tanto em expressão de forma falada quanto escrita. O ato de saber ouvir e se comunicar de forma clara e objetiva, assim como escrever bem, permite a você organizar melhor os pensamentos, além de compartilhar e absorver melhor as informações.

Para um ambiente de trabalho, essa soft skill abre muitas portas para a carreira e o relacionamento com as pessoas. Nesse caso, é uma capacidade desenvolvida diariamente e pode ser aprimorada.

Gif site (180 x 180 px) (1) (1)2. Adaptabilidade

Sobreviver no mercado de trabalho e nos mais diversos setores, muitas vezes, não está relacionado apenas à capacidade profissional, mas à habilidade de sobreviver e se reinventar diante das mudanças.

A adaptabilidade é uma das soft skills mais valorizadas no mundo atual e consiste em profissionais considerados perfeitos “camaleões”, isto é, capacitados às mudanças. Esse profissional consegue manter suas atividades em funcionamento mesmo em momentos de crise, os quais se tornam necessários para se reinventar.

3. Flexibilidade

Existem dois significados para a soft skill de flexibilidade: a primeira consiste em empresas que optam por sair do tradicional e são menos rígidas em relação ao horário de expediente; a segunda diz respeito a profissionais flexíveis às mudanças de cenário no mercado de trabalho.

Sendo assim, o profissional com essa capacidade consegue se adaptar às regras e as demandas da empresa, exercendo funções requisitadas de forma comprometida e proativa com o perfil da organização. Além disso, o colaborador flexível consegue lidar com qualquer imprevisto ou inovação que possam surgir.

kaballah mask

4. Perfil analítico/visão estratégica

O perfil analítico e a visão estratégica tornam o profissional mais curioso e interessado em buscar informações. Desse modo, o colaborador não mede esforços para estudar, de forma detalhada, os dados e analisar bem as questões antes de tomar alguma decisão importante para a empresa.

Além disso, esse profissional geralmente tem habilidades de organização, atenção aos detalhes, método, assertividade, comprometimento, lógica e foco. Essa soft skill é geralmente observada com mais clareza no dia a dia de trabalho do colaborador e não pode ser mensurada antes da contratação.

GIF-200x1505. Senso de dono/visão do negócio

O senso de dono e a visão de negócio são soft skills que permitem que o profissional pense no crescimento da empresa de maneira visionária, como uma realização de um sonho, algo maior que apenas a questão financeira. Esse colaborador geralmente fala das suas funções ou da organização como se estivesse se referindo a um filho ou a um relacionamento amoroso.

Sendo assim, não nos referimos a apenas futuros líderes, mas colaboradores com atitude de dono. Nesse contexto, essa capacidade pode ser adquirida e desenvolvida no dia a dia do profissional.

6. Resiliência

A resiliência no ambiente de trabalho é a habilidade de superar qualquer adversidade. Profissionais que não dão iniciativa, não propõem ideias e dependem de outros colaboradores para desempenhar as suas atividades, não costumam durar por muito tempo no ambiente corporativo.

Sendo assim, um colaborador resiliente consegue superar grandes desafios, tem um senso de priorização mais aguçado, menos medo de enfrentar desafios, passam por crises e desentendimentos sem se afetar emocionalmente, ou seja, volta ao mesmo ritmo de trabalho normal.

7. Relacionamento interpessoal

Profissionais que mantêm um relacionamento saudável com os colegas no ambiente de trabalho se sentem mais motivados. Por essa razão, desempenham suas tarefas com mais eficiência e competência. A confiança nos membros da equipe contribui para encarar grandes desafios e os colaboradores se tornam agentes de inovação.

Além de manter uma boa relação entre os membros da própria equipe, é preciso desenvolver a comunicação entre os setores, já que um depende do outro para desempenhar algumas atividades. Uma boa conexão entre os colaboradores de diferentes áreas ajuda a alcançar melhores resultados.

labortime

8. Alinhamento cultural

Profissionais com um bom alinhamento cultural com a empresa podem ser a diferença entre uma rotina produtiva ou estressante de trabalho. Por isso, essa é uma das soft skills mais valorizadas no mercado de trabalho. A cultura organizacional determina como a empresa se posiciona diante da sociedade, quais as prioridades e os princípios.

O alinhamento cultural não deve ser moldado, mas fortalecido e atualizado com frequência. Nesse caso, é preciso aprender a reconhecer os valores da empresa e identificar o propósito da organização.

total-grupo-gif-180x1809. Inteligência emocional

O autoconhecimento é o ponto principal da inteligência emocional. Além disso, o profissional com essa soft skill consegue separar ambições, objeções, destrezas e limites a serem superados na empresa da vida pessoal. Portanto, esse profissional não permite que as situações adversas e desafios do ambiente de trabalho tomem conta do seu psicológico.

Também, é possível listar dentro da capacidade de inteligência emocional, a empatia. Essa competência tão requisitada consiste no ato de aprender e se colocar no lugar do outro, tornando as pessoas mais abertas ao diálogo e sensíveis.

10. Liderança

Certamente, a liderança é a soft skills mais valorizada do mercado. Simplesmente, por que consiste na junção de todas as outras habilidades. Um profissional líder deve saber se comunicar bem, ter inteligência emocional, alinhamento cultural, adaptabilidade, resiliência etc.

Com essa habilidade, o colaborador consegue assumir mais responsabilidades e explora o melhor de cada pessoa e das situações. O mercado precisa de líderes proativos, independentes e capazes de dar conta de diversas questões.

Apesar de algumas habilidades não serem fáceis de desenvolver, a empresa pode apostar em treinamentos para capacitar os seus colaboradores com as soft skills mais valorizadas no mercado. Além disso, ao selecionar novos candidatos, é possível entrar em contato com empregos anteriores, para entender como era a relação do profissional com as rotinas na organização.

Fonte: Robert Half

Um pensamento sobre “Conheça as 10 soft skills mais valorizadas pelo mercado atual

  1. Pingback: 4 dicas para motivar funcionários no home office | Opinião RH

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s