Os primeiros passos para contratar a distância

Foto por Edward Jenner em Pexels.com

Especialistas em recolocação profissional e carreiras falam sobre como começar um processo de R&S online. São várias ações que podem ser praticadas de imediato

A volta ao ambiente de trabalho está sendo gradativa. Mas algumas mudanças pedirão um mínimo de agilidade daqui para frente. Uma delas é a entrada das empresas na transformação digital.

Questões como selecionar e contratar candidatos remotamente entraram na agenda de muitos gestores. Provavelmente, a maioria não cogitaria esse caminho, não fosse a pandemia. Pelo menos, não agora.

Pensar a respeito é um exercício inspirador. Até porque, informação nunca é demais. Para isso, buscamos dicas práticas de especialistas em recolocação e carreiras para o RH começar seu processo online de R&S.

Antes, CAMILA SCHNEIDER, Head de Gestão de Pessoas na Sputnik, ressalva: “Não é possível mudar a cultura da empresa de um dia para o outro. É preciso ser cauteloso neste momento e entender se a empresa está preparada para conduzir essas mudanças”.

MÔNICA HAUCK, fundadora da Sólides
Crie uma página exclusiva para a sua empresa e faça employer branding

Se você realmente quer atrair talentos, invista no employer branding. Os softwares de RH oferecem páginas exclusivas para que você possa posicionar a sua marca, missão e valores. As empresas que mais trabalham a marca e a cultura são as que atraem os melhores talentos.
Faça engenharia de cargos
Para ter resultados rápidos e efetivos, o RH e o gestor podem estruturar juntos a vaga. Em plataformas de gestão de talentos, como a Sólides, é possível facilmente definir as principais características exigidas para a vaga e o perfil comportamental. E definir características bem detalhadas como: eu quero que esse candidato seja mais analítico e não necessariamente tão criativo, por exemplo.
Amplie a divulgação da sua vaga
Ao publicar a vaga no site exclusivo da sua empresa, ela aparecerá também em outras plataformas automaticamente. É necessário apenas indicar ao sistema os sites em que você deseja que a sua vaga seja publicada.
Crie uma jornada completa do processo de recrutamento e seleção
Com plataformas de recrutamento online é criar uma jornada completa do processo com provas, envio automático de e-mails em cada etapa do processo para garantir que o candidato sempre tenha um feedback . É possível também criar outras automações nas fases iniciais do funil de recrutamento, como entrevista por chabot.

GERUSA PIRES, Gerente de Pessoas e Cultura da Conectt e Math
Acredito que o primeiro passo é definir seu processo em si em etapas, ações e envolvidos. Caso já esteja definido, é olhar para esse processo, identificar o que pode ser realizado de forma remota e o que precisa ser revisto. Além disso, também é importante identificar que ferramentas serão usadas para todas as etapas do processo e capacitar/sensibilizar os envolvidos para usá-las.

Outra dica é sensibilizar e preparar RH, líderes e todos os envolvidos nas seleções para realizar entrevistas em vídeo, com relação à postura, comunicação verbal e não verbal ao conduzir uma entrevista virtual, tanto para o candidato ter uma experiência positiva (sendo aprovado ou não) quanto para que os entrevistadores possam expor de forma adequada informações, questionamentos e extrair o melhor dos candidatos.

DAIANE PERETTI, Gerente de Pessoas do Olist
A dica crucial é estruturar um processo seletivo com etapas claras e que seja eficaz para a empresa. Um bom processo deve funcionar tanto no modelo offline quanto online. Usar uma conexão estável, com câmera e microfone de boa qualidade são requisitos mínimos para o time de R&S fazer o processo seletivo à distância.

Também é válido dar dicas aos candidatos que irão participar do processo, tais como: procurar um lugar silencioso, ligar a câmera do dispositivo e usar fone de ouvido, se possível. Nesta época de quarentena é preciso ter empatia. Está tudo bem se alguém passar atrás da câmera durante a entrevista, se aparecer uma criança querendo a atenção da mãe ou do pai. Vivemos tempos inéditos e tenho certeza que a situação será muito mais constrangedora para o candidato do que para quem está entrevistando.

KARINE GAIA, Gerente de Marketing da Convenia
Construir o mapa da vaga junto com o gestor. O trabalho remoto tem um problema principal que é a falha na comunicação e isso pode acontecer entre o gestor da vaga e o RH, causando um processo de recrutamento mais demorado e atraindo pessoas que não tem o perfil para vaga.
Definir as etapas do processo seletivo com os gestores e candidatos. A internet permite uma liberdade maior de contato entre candidato e empresa e é muito comum os candidatos encontrarem outras formas de se comunicar com o recrutador. Por isso é importante que todo o RH e o gestor falem a mesma língua.
Ter ferramentas digitais adequadas para a divulgação, filtragem dos candidatos e comunicação com o gestor e candidato durante o processo seletivo. Empresas como a Convenia e outras do mercado tem larga experiência na experiência digital do colaborador e podem ajudar você nesta transição.
Ter empatia. Entenda que os candidatos podem ter uma internet não tão boa. Que podem aparecer crianças durante a entrevista. Que agora, o mercado deve estar muito mais humanizado neste sentido.
Não tente apenas replicar o processo sem adaptá-lo ao remoto. Muitas dinâmicas podem não fazer mais sentido. Algumas perguntas devem ser adaptadas. Ou seja, não tente utilizar as suas ferramentas e processos do “mundo antigo” no mundo atual.

Fonte: Melhor Gestão de Pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s